Desde 2014, mais de 50000 artigos.
,/2020

PSD indica apoio à Daniel e lança candidatos ao Legislativo

Cidade
16 de setembro de 2020

Convenção do PSD foi realizada na própria Câmara (Foto: Divulgação)

A convenção municipal do Partido Social Democrático (PSD), legenda do presidente da Câmara de Marília, vereador Marcos Rezende, aconteceu na noite desta terça-feira (15).

Desta vez, o PSD almeja fazer duas cadeiras na Câmara nas eleições municipais. A sigla lançou sua chapa de vereadores com 20 nomes, e indicou apoio à reeleição do prefeito Daniel Alonso (PSDB) – desde que sejam dadas contrapartidas pelo tucano.

Nos últimos dias os líderes do PSD cogitavam lançar seu próprio candidato a prefeito – plano que por hora está suspenso. Na convenção, Marcos Rezende disse que  seu partido estaria aberto ao diálogo com a coligação de Daniel, mas espera que seja oferecido “o mínimo” em troca.

A reportagem apurou que o apoio deve ser costurado até o final do mês, mas se o plano não prosperar, o PSD ainda pode lançar seus próprios nomes. Hoje o partido comanda a secretaria municipal de Turismo, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, com o ex-vereador Nelson Mora na chefia da pasta.

A convenção do partido de Daniel Alonso aconteceu também na noite desta terça-feira, com a confirmação do vereador Cícero do Ceasa (PL) como vice. A reunião do PSD se deu na própria Câmara, enquanto a do PSDB foi no Teatro Municipal.

Além do PL, a coligação do prefeito Daniel conta com a participação do PTC. Com a eventual ida do PSD para a aliança, serão quatro legendas unidas na candidatura do tucano para o Executivo municipal.

A relação de Rezende com alguns membros do governo Daniel, como o assessor especial Alysson Souza e Silva, não é nada boa.

O presidente da Câmara também estaria magoado com algumas ações do próprio chefe do Executivo. Daniel assinou uma representação recente ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) que pode respingar em Rezende.

O ex-deputado federal e presidente da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), Walter Ihoshi, que é filiado ao PSD em Marília, não esteve presente, mas mandou um vídeo aos correligionários.