Desde 2014, mais de 29000 artigos.
,/2018

Echaporã é o município do Civap que mais recebeu emendas

Geral
19 de março de 2018

Echaporã é o município do Civap que mais recebeu emendas.

Entre as 24 cidades integrantes do Civap (Consócio Intermunicipal do Vale do Paranapanema), Echaporã (distante 42 quilômetros de Marília) foi a que mais recebeu recursos via emendas parlamentares do Governo Federal.

A informação é do prefeito de Echaporã, Luís Gustavo Evangelista (MDB), que diz ter conseguido cerca de R$ 3 milhões “extras” para o orçamento da Prefeitura no ano passado. Em 2018, antes do fim do terceiro trimestre já foram garantidos R$ 2 milhões.

As emendas beneficiaram principalmente a área da Saúde, com verbas para custeio do setor, além de R$ 450 mil para infraestrutura, que estão sendo aplicados no recape de ruas e avenidas, e R$ 250 mil para o esporte, que serão aplicados em uma pista de cooper.

“O Brasil ainda não saiu totalmente da crise, por isso a arrecadação das prefeituras continua complicada. Buscar os recursos de emendas parlamentares é o que faz a diferença para obras e investimentos importantes para Echaporã”, conta o chefe do Executivo.

De acordo com Gustavo, foram vários os deputados que contribuíram com a cidade e o caminho utilizado para viabilizar os recursos foi a visita de gabinetes em Brasília (DF) e contato com os assessores parlamentares, além das relações partidárias, que abrem portas, já que o prefeito é do mesmo partido do presidente da República.

Gustavo conta que assumiu a prefeitura de Echaporã com dívidas de aproximadamente R$ 3 milhões no ano passado, mais ou menos o mesmo valor obtido via emendas parlamentares para custeio da saúde e investimentos.

“Se fosse tirarmos do orçamento municipal, não teríamos dinheiro para fazer recape ou construir a pista de cooper que ficará no ginásio de esportes. Por isso as emendas são tão importantes e, por falta de articulação política, nossa cidade passou os últimos anos sem aporte desse tipo de recurso”, afirma o prefeito.

Já a dívida herdada das últimas gestões está sendo controlada e Gustavo diz já ter reduzido os débitos da Prefeito em cerca de R$ 1 milhão. “Isso é resultado de uma gestão financeira séria, responsável, com controle de receitas e despesas”, diz.