Desde 2014, mais de 40000 artigos.
,/2019

Prefeitura aplica prova e avalia educação nas escolas da rede

Cidade
26 de junho de 2019

Professora aplica avaliação para alunos do ensino fundamental (Foto: Divulgação)

Terminou nesta quarta-feira (26) a aplicação do Sarem (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar de Marília) pela Secretaria Municipal da Educação a todos os alunos do 5º ano, matriculados nas escolas mantidas pela Prefeitura. Foram avaliados os conhecimentos de Português e Matemática de 1.515 estudantes.

Conforme explica o professor Joaquim Bento Feijão, Assessor Especial de Gestão Escolar, o objetivo é promover um diagnóstico do aprendizado em cada unidade, oferecendo à escola, inclusive a oportunidade de promover eventuais correções e retomar o ano – após as férias escolares – com novas estratégias para alavancar o rendimento.

A avaliação é preparada e corrigida pela Secretaria, com questões de português e matemática. Rapidamente, as escolas já recebem o feedback com o desempenho de cada estabelecimento, sem nenhuma necessidade de comparação entre escolas.

“A meta é sempre a superação, uma melhoria contínua, mas não temos nenhuma necessidade de comparar uma (escola) com a outra. O Sarem é um sistema municipal pioneiro. Foi criado há 16 anos e tem agradado a todos, é uma avaliação muito aguardada e serve como instrumento que qualifica ainda mais a nossa rede”, disse Feijão.

Esse ano, a principal novidade é que os professores que fazem a correção irão considerar o registro da resolução das questões de matemática, e não mais apenas a resposta correta, entre opções de múltipla escolha.

Resultado indicara qualidade do ensino dos estudantes (Foto: Divulgação)

Prova Brasil e IDEB

Além de fazer o autodiagnostico da rede, o Sarem também funciona como um preparativo para a Prova Brasil, na qual é obtido o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). No último levantamento, Marília obteve a pontuação 7,2 e superou todas as metas.

Nessa avaliação, também são submetidos alunos do 5º ano, o último do primeiro ciclo do Ensino Fundamental, oferecido na rede do município. Já o Saresp (equivalente estadual), avalia os alunos do 5º e do 9º ano, abrangendo as redes do Estado e da Prefeitura.

Resultado

Professor Feijão explica que, para o aluno do 5º ano, são esperados, em língua portuguesa, a compreensão do texto que se lê e a produção de textos com coerência, coesão, ortografia “aceitável” e organização em parágrafos. Já em relação à matemática, espera-se que o aluno possa compreender e resolver problemas.

“Marília tem evoluído ano a ano. E isso se deve ao grande esforço e comprometimento de uma rede que prioriza o aluno, investe em capacitação, incorpora conhecimentos e tecnologias e compreende a educação como um processo extremamente dinâmico”, finalizou o professor responsável pela gestão escolar.