Desde 2014, mais de 57000 artigos.
,/2021

Líder, Atlético de Madrid volta a tropeçar no Levante

Esportes
20 de fevereiro de 2021

O Atlético de Madrid, líder do Campeonato Espanhol, tropeçou mais uma vez diante do Levante ao perder por 2 a 0 neste sábado (20), em casa, pela 25ª rodada. Curiosamente, por uma coincidência de mudanças no calendário, as equipes haviam acabado de se enfrentar na última quarta-feira, terminando em empate o jogo pela segunda rodada do torneio que havia sido adiado.

Com o novo tropeço para o Levante, o Atlético de Madrid perdeu a chance de se isolar mais na liderança do Espanhol. A equipe de Simeone tem 55 pontos, seis atrás do rival Real Madrid, que ainda joga neste sábado e pode reduzir a desvantagem. O Levante saltou da 11ª para a oitava posição, com 31 pontos.

O time madrilenho não perdia em seu estádio desde 1º de dezembro de 2019, quando foi derrotado pelo Barcelona, e não era superado por dois gols de diferença desde fevereiro de 2019, ano em que perdeu para o Real Madrid. A equipe estava invicta há 11 partidas no torneio.

Novamente, o sistema defensivo do Levante – com um esquema bem fechado e uma intensa marcação – foi o grande destaque, parando qualquer investida das boas armações do meio de campo madrilenho e, claro, do atacante e artilheiro uruguaio Luis Suárez.

Além disso, os visitantes souberam aproveitar as chances que tiveram durante a partida, apesar da pressão da equipe comandada pelo técnico Diego Simeone.

Aos 30 do primeiro tempo, Morales aproveitou sobra na área após falha do volante Kondogbia para chutar e abrir o placar no Wanda Metropolitano. O arremate do lateral do Levante contou ainda com desvio no meio do caminho, confundindo o goleiro Oblak.

A partida tinha domínio do Atlético de Madrid, mas não resultava em chances claras de gol. O Levante continuava bastante fechado, sem dar muitas oportunidades para os adversários.

O gol que decretou a vitória dos visitantes veio praticamente do último lance da partida. Após um escanteio cobrado a favor do Atlético, com ajuda até do goleiro Oblak, que saiu debaixo das traves para somar na área e tentar um gol de cabeça, a bola sobrou para De Frutos no contra-ataque.

O atacante, com tranquilidade e precisão, finalizou rasteiro da altura do meio de campo em um chute fraco. Mas foi o suficiente para acertar a meta vazia, ampliar o marcador e definir o triunfo nos acréscimos.