Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Vazamento de esgoto provoca ‘pescaria’ em rua no Marina Moretti

Cidade
15 de junho de 2022

Moradores do Marina Moretti, na zona Norte da cidade, reclamam que o bairro está há cerca de 15 dias com vazamento de esgoto na rua, sem uma solução pelo Departamento de Água e Esgoto de Marília (Daem). Para mostrar o problema e cobrar as autoridades, a população resolveu fazer um protesto inusitado. Foi montada uma “pescaria” no meio da rua. A Prefeitura informa que o problema é provocado pelo furto de fiação elétrica na região.

De acordo com a moradora Bruna Vieira, o problema é recorrente. Ela conta que faz cerca de 15 dias que o esgoto está transbordando na rua Arnaldo Spachi. E, mesmo quando é feita a manutenção no local, o cheiro continua muito forte, o que atrapalha a vida de quem mora nas imediações.

“A gente não aguenta mais. Temos que ficar com a casa fechada, porque o cheiro é muito forte. Isso acaba fazendo mal para a nossa saúde. Queríamos que eles tirassem esse tratamento de esgoto da frente das casas, pois isso acontece direto. Já faz oito anos que temos o mesmo problema”, conta Bruna.

Dois moradores levaram varas de pescar e cadeiras até o local. Eles simularam uma pescaria e cobraram do prefeito Daniel Alonso (PSDB) a solução do problema no bairro. Em um rádio em volume alto, os manifestantes ouviam a música “A vida do pescador”, sucesso da dupla Matogrosso e Mathias, enquanto a água do esgoto transbordava de um bueiro.

Esgoto sobe pelo bueiro (Foto: Divulgação)

“Vem pescar aqui no Marina Moretti, prefeito. Você não vai querer voto? Com uma situação dessa? É desumano isso aqui”, diz o manifestante.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Marília informa que o vídeo que circula nas redes sociais mostra o problema que ocorre na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do bairro Marina Moretti.

Segundo o comunicado, o problema é ocasionado pelo constante furto de fiações elétricas, motores e peças, juntamente com equipamentos da CPFL, que paralisam o funcionamento da ETE. Sem energia elétrica, o esgoto para e transborda.

“O Daem já está providenciando a instalação de novos fios elétricos e peças, e também aguarda a instalação dos equipamentos da CPFL. O Daem também solicita aos moradores do bairro, que avisem ao departamento ou à polícia, caso notarem a movimentação de suspeitos no local, evitando assim novos crimes”, conclui.