Desde 2014, mais de 50000 artigos.
,/2020

Surto de dengue faz 181 vítimas e zona Oeste é região com mais casos

Cidade
14 de fevereiro de 2020

Imagem publicada pela Concessionária Entrevias mostra lixo à jogado margem de rodovia (Imagem: Divulgação)

O surto de dengue em Marília avançou esta semana para 181 casos confirmados, de um total de 787 pessoas com sintomas da doença, já notificadas à Vigilância Epidemiológica. Na semana passada eram 123 positivos e no começo do mês, 61.

A região do Argollo Ferrão, na zona Oeste, é a mais afetada, com pelo menos 54 pessoas que tiveram diagnóstico positivo.

O sétimo relatório emitido pelos técnicos da Secretaria Municipal da Saúde indica surtos de dengue em mais duas regiões da cidade, além do Argollo.

Os bairros que fazem parte do território da Unidade Básica de Saúde (UBS) Chico Mendes, também na zona Oeste, somam 17 casos da doença em 2019. A terceira região mais afetada é no Santa Paula e proximidades, na zona Sul.

Os demais pacientes com diagnóstico positivo para a doença estão espalhados por dezenas de bairros, em outras regiões do município.

Perigo

Em 2019, o ano terminou com 2.947 casos positivos em Marília, segundo dados do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado.

Foi a sua primeira epidemia local, desde 2015, quando a doença explodiu na cidade, na chamada “superepidemia” histórica, com mais de 25 mil casos.

Se observada a evolução do ano passado, há motivos para preocupação. Em meados de fevereiro de 2019 – mesma época – a cidade tinha 49 casos confirmados da doença. Esse número está quase quatro vezes maior este ano.

No ano passado, três pessoas morreram com o vírus da doença na cidade. Este ano, a Saúde á registra um caso suspeito de óbito, que ainda está sob investigação.

O mais recente Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), apurado em janeiro, encontrou larvas do mosquito em 3,3% dos imóveis vistoriados, em diferentes locais da cidade.