Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Sagrado Coração de Jesus retoma Corpus Christi em Vera Cruz

Regional
08 de junho de 2022

Tapetes artesanais montados para a passagem do Corpo de Cristo (Foto: Pascom/Santuário)

O Santuário Sagrado Coração de Jesus, de Vera Cruz (distante 17 quilômetros de Marília), retoma uma tradição de 82 anos, suspensa nos últimos dois anos, devido à pandemia. Trata-se da celebração de Corpus Christi, com os tradicionais enfeites de rua. A celebração será no dia 16 de junho.

O pároco do Santuário, padre Maurício Sevilha, explica que excepcionalmente neste ano, o trajeto foi alterado por conta da dificuldade de viabilizar a totalidade dos materiais necessários. Normalmente, os preparativos começam com muita antecedência, o que não foi possível devido ao aguardo da liberação de eventos com a participação de fiéis. Entre centralizar o enfeite na via e diminuir o trajeto, ficou definido pela diminuição do trajeto para não tirar a beleza do trabalho desenvolvido com tanto carinho pela comunidade.

Essa tradição acontece em Vera Cruz desde 1937. As ruas são enfeitadas formando grandes tapetes coloridos para a passagem do Corpo de Cristo. O trabalho conta com o envolvimento das pastorais, grupos da paróquia, Comunidade São José, comércio e comunidade.

Ao longo dos seis quarteirões são montados tapetes de forma artesanal, utilizando materiais como serragem de variadas cores, pó de xadrez, cal, areia e outros materiais nos desenhos confeccionados nas esquinas. O material é fornecido pela Prefeitura de Vera Cruz.

No dia, a comunidade começa a decoração por volta das 6h, num trabalho intenso para que os enfeites estejam prontos para visitação perto das 11h. A missa solene será realizada às 15hs e, logo após a missa, os fiéis sairão em procissão pelas ruas decoradas. A celebração é encerrada com a Bênção do Santíssimo, em frente ao Santuário.

Enfeites são colocados em seis blocos na cidade (Foto: Pascom/Santuário)

CORPO DE CRISTO

Corpus Christi significa Corpo de Cristo e tem por objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo. A festa acontece sempre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira santa quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia. A festa do Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV no dia 8 de setembro de 1264.

Para celebrar Corpus Christi, as ruas são enfeitadas para a passagem da procissão onde o Santíssimo Sacramento é conduzido pelo bispo, ou pelo pároco da Igreja.

A tradição de enfeitar as ruas começou pela cidade de Ouro Preto em Minas Gerais. A procissão pelas vias públicas é uma recomendação do Código de Direito Canônico e a celebração visa testemunhar a adoração e veneração para com a Santíssima Eucaristia.

A procissão de Corpus Christi lembra a caminhada do povo de Deus, peregrino, em busca da Terra Prometida. O Antigo Testamento diz que o povo peregrino foi alimentado com maná, no deserto. Com a instituição da eucaristia o povo é alimentado com o próprio corpo de Cristo.

Grande festa é preparada no município para os fiéis da região (Foto: Pascom/Santuário)

CAMINHO DE CRISTO 

Em Vera Cruz tudo isso pode ser visto e com que carinho é preparada esta grande festa do Corpo de Deus. A comunidade demonstra através dos desenhos e cores, arte e criatividade, o espírito de fé e vida em comunidade. E a cidade se enfeita, para num grande louvor, receber o Corpo de Cristo, que passa nos tapetes decorados pelas ruas.

A data é muito especial para os católicos, pois é o único dia do ano (no calendário católico) que Ele deixa o sacrário para sair pelas ruas da cidade abençoando a população, os visitantes, o comércio.

Esse acontecimento é comemorado em Vera Cruz desde 1937, quando se registra o primeiro relato da procissão de Corpus Christi e, de acordo com jornal da época, havia folhagens e palmas de coqueiro no chão e crianças vestidas de anjo jogando pétalas de flores no chão à frente do Santíssimo.

Na década de 60 tomou este formato que segue até hoje, e a celebração passou a ser reconhecida por toda a região pela sua arte, beleza e criatividade. Uma tradição religiosa, artística e cultural da paróquia e do município, que atrai centenas de visitantes.

A celebração tem ainda a proposta de integração de toda a comunidade, conseguindo reunir crianças, jovens e adultos; estudantes, trabalhadores e aposentados; escolas, comércio, prefeitura e igreja.

Desde o início desse acontecimento, a simplicidade e o amor uniam  os participantes da comunidade, que durante o ano juntavam tampinhas de garrafas, borras de café, cultivavam as plantações de cedrinho e bico de papagaio e outros materiais que serviriam para os enfeites das ruas.

Ruas são forradas para a passagem do Santíssimo (Foto: Pascom/Santuário)