Desde 2014, mais de 54000 artigos.
,/2021

Região de Marília deve voltar para fase vermelha do Plano São Paulo

Cidade
14 de janeiro de 2021

Membros da cúpula do governo Daniel Alonso (PSDB) já assumem publicamente o temor de que a região de Marília retroaja para a fase vermelha do Plano São Paulo. A próxima reclassificação foi antecipada para esta sexta-feira (15).

Na fase vermelha, caso não haja nenhuma mudança nas regras estaduais, só podem funcionar com atendimento presencial estabelecimentos considerados essenciais.

Na semana passada a região já regrediu para a fase laranja, mas as restrições previstas anteriormente foram flexibilizadas e esta etapa do Plano São Paulo se tornou mais tolerante com o funcionamento das atividades econômicas.

Em Marília as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) reservadas para pacientes com Covid-19 na rede pública estão lotadas e três pacientes já precisaram ser transferidos para leitos disponíveis em outros municípios. Nesta quinta-feira (14) a ocupação dos leitos regionais alcançou seu maior patamar, 82,4%.

Na último dia 8 de janeiro a equipe do governador João Doria (PSDB) anunciou que a região de Marília só poderia avançar para a fase amarela, menos restritiva, após reduzir a lotação das UTIs para 70%.

Em todo o Estado, nesta quarta-feira (13), a ocupação desses leitos era de 66,3%, enquanto a Grande São Paulo tinha ocupação de 67,7%.

Na terça-feira (12), cidades como Garça, Ourinhos, Paraguaçu Paulista e Santa Cruz do Rio Pardo também atingiram a totalidade de ocupação.

A antecipação da reclassificação foi anunciada ontem pelo governo estadual. Nos últimos dias cidades da região tomaram a iniciativa de instituir restrições que já são equivalentes à fase vermelha, como Ourinhos (distante 94 quilômetros) e Santa Cruz do Rio Pardo (distante 121 quilômetros).

Segundo informações veiculadas na grande imprensa, há consenso entre os médicos do Comitê de Saúde de que o Estado deve chegar em um novo pico de contaminações e internações em uma semana.

Tal quadro seria resultado direto das aglomerações nas festas de final de ano, quando vigorou em todo o Estado, durante alguns dias, medidas equivalentes as da fase vermelha – que parecem não ter sido capazes de evitar o agravamento da situação.

A Prefeitura de Marília também confirmou hoje mais três mortes por Covid-19. Este é o 11º dia consecutivo que o município confirma óbitos pela doença. A cidade chegou a marca de 130 mortes desde o início da pandemia.