Desde 2014, mais de 41000 artigos.
,/2019

Morre rapaz que levou tiro de policial de folga na zona Sul

Polícia
29 de novembro de 2019

Local da confusão na zona Sul de Marília (Foto: Divulgação)

Morreu nesta quinta-feira (28) Flávio Pedro da Silva, de 23 anos, rapaz que foi baleado por um policial militar de folga em caso ocorrido no último dia 10 de novembro, no Jardim Teotônio Vilela, zona Sul de Marília.

O jovem estava internado na UTI do Hospital das Clínicas desde o dia da ocorrência em estado grave.

Flávio está sendo velado na rua Arlindo Martelo, nº 206 e será sepultado nesta sexta-feira (29) às 15h no Cemitério de Padre Nóbrega.

Entenda

Segundo o Boletim de Ocorrência registrado, no dia dos fatos por volta de 11h30, Flávio estava com uma faca e um pedaço de madeira danificando o portão e a porta de um imóvel na rua Frediano Giometti. A casa pertence a um auxiliar de contabilidade de 18 anos.

O PM Emanuel Lopes dos Santos, de 36 anos, que trabalha na cidade de Quintana e estava de folga na casa de familiares bem em frente ao local, efetuou um disparo atingindo as costas da vítima, que foi socorrida pelo resgate do Corpo de Bombeiros até o Hospital das Clínicas.

A perícia esteve no endereço e apreendeu a faca e o pedaço de madeira que estavam sendo utilizados por Flávio. O policial militar que efetuou o disparo se apresentou na sede do 9º Batalhão de Polícia Militar do Interior para as providências de praxe.

A Polícia Civil foi comunicada dos fatos e foi registrado um BO de lesão corporal e dano, porém nem o policial e nem a arma dele foram apresentadas no plantão policial, pois segundo a ocorrência, o Comando da PM entende que deve apurar o fato pela Justiça Militar.

Versão da PM

A Polícia Militar emitiu um comunicado revelando detalhes da ocorrência. De acordo com a corporação, ao sair de uma residência, o policial que estava de folga observou que havia um indivíduo pela rua Frediano Giometi em um estabelecimento comercial, em posse de um caibro e uma faca, golpeando a porta do comércio, que estava fechado. O rapaz, segundo a PM, tentava também arrombar o portão da residência no mesmo endereço.

Conforme a polícia o homem gritava “sai pra fora Júnior, sai pra fora, vamos resolver isso”. O policial ouviu gritos de socorro de dentro da residência, se dirigiu até o local, identificou-se como militar e solicitou que Flávio largasse a faca.

Ainda de acordo com a versão da polícia, Emanuel também teria pedido ao seu pai e aos vizinhos que ligassem para o telefone 190 para solicitar apoio e continuou falando com o indivíduo para que largasse a faca.

Em determinado momento, Flávio teria partido em direção ao policial, desferindo golpes de faca, sendo que o militar conseguiu desviar.

Ainda de acordo com a corporação, observando que os ataques não cessavam, o militar efetuou um disparo de arma de fogo, Flávio então caiu no chão, soltou a faca e o caibro.

O mesmo indivíduo já havia se desentendido com o proprietário do estabelecimento na madrugada de domingo e retornou pela manhã em posse das armas brancas para tirar satisfação.

O comunicado diz ainda que foi instaurado Inquérito Policial Militar e registrada a ocorrência da Delegacia da Polícia Civil.