Desde 2014, mais de 51000 artigos.
,/2020

Prefeitura gasta valores parecidos com Covid-19 e propaganda

Cidade
30 de junho de 2020

A Prefeitura de Marília gastou valores parecidos tanto para o combate da Covid-19, quanto com a publicidade institucional durante o período de pandemia.

As etapas dos pagamentos feitos pelo poder público envolvem três momentos, o empenho, a liquidação e o pagamento propriamente dito.

Respectivamente, o primeiro ocorre quando um serviço ou produto é contratado. O segundo, quando é entregue. E o terceiro, como o próprio nome indica, ocorre quando o fornecedor recebe o dinheiro.

Desde que as restrições impostas pelo novo coronavírus começaram a vigorar em Marília, no final de março, a administração municipal já liquidou R$ 906,9 mil no pagamento de ações publicitárias. Este ano já foi empenhado mais de R$ 1 milhão com o tema.

Por outro lado, o governo Daniel Alonso liquidou aproximadamente R$ 1 milhão em despesas relacionadas ao combate à doença e sua disseminação, de um total de R$ 3,4 milhões empenhados.

A diferença entre os valores liquidados para publicidade e para o enfrentamento à Covid-19 fica em torno de apenas 10% a mais, ou pouco mais de R$ 100 mil.

R$ 6 milhões

Ao todo a gestão tucana à frente do Executivo mariliense já destinou quase R$ 6 milhões para divulgar seus feitos e assuntos de interesse público em dezenas de veículos de comunicação.

Mais especificamente, foram R$ 5.995.254,45 pagos para emissoras de televisão, rádios, sites, jornais e também para confecção de faixas, banners e outros serviços classificados como publicitários.

O maior volume de gastos com publicidade começou em 2018 no governo Daniel, quando o contrato com a House Criativa foi firmado.