Desde 2014, mais de 57000 artigos.
,/2021

Loob higieniza carros de motoristas e incentiva solidariedade

Cidade
03 de maio de 2021

Blitz realizada pelo Loob (Foto: Divulgação)

Sinônimo de revolução e credibilidade, o Loob, aplicativo mariliense de transporte de passageiros, mais uma vez se destaca e promove ação para beneficiar famílias carentes do município.

No último sábado (1º) a empresa realizou uma blitz solidária para comemorar o Dia do Trabalho. Das 8h às 15h foi realizado um drive-thru com higienização dos veículos dos motoristas de aplicativo, com o objetivo de arrecadar caixas de leites para serem doadas.

Em troca de um litro de leite, a plataforma ofereceu a limpeza completa contra o coronavírus ao motorista que realiza corridas através de apps. “Quem veio ganhou a higienização e um kit com álcool em gel e máscara. Ao todo, foram distribuídos três mil equipamentos de proteção individual, 180 litros de álcool, e mais a limpeza, que serve para 15 dias. Ou seja, o veículo ficou protegido contra a Covid”, destaca o idealizador do Loob, Thiago Zani.

O produto, que foi utilizado na higienização, é importado e tem efeito por 15 dias. O equipamento usado no serviço também é estrangeiro.

A intenção, segundo Zani, é promover uma nova ação do tipo em 15 dias. Contudo, a arrecadação deve ser de outro tipo de produto. “Vamos fazer a próxima daqui 15 dias e depois vai ser semanal. Toda semana o motorista vai poder passar em um ponto de apoio e fazer a higienização a hora que ele quiser. Estamos acertando o local”, afirma.

Kit entregue ao motorista (Foto: Divulgação)

Os itens arrecadados pelo Loob, nesta ação, serão repassados ao Projeto Emanuel 2021 – uma iniciativa da Emanuel Igreja de Cristo -, que oferta cuidado e assistência aos mais carentes de Marília e região.

Além deste serviço, a plataforma pretende premiar os motoristas que fizerem mais corridas durante o mês. “Todo final de mês vai ter uma premiação, um sorteio. Vamos sortear troca de óleo, alinhamento, balanceamento, combustível. Já temos várias parcerias com postos e oficinas para fornecer isso”, comenta Zani.

Além de beneficiar os motoristas inscritos no aplicativo, a intenção é oferecer vantagens também aos 4.200 passageiros que já são usuários do serviço. “Aos que realizaram mais corridas durante o mês, a gente também vai fazer uma promoção para eles. Todo mundo que fez corrida vai participar do sorteio no final do mês”, salienta o fundador da plataforma.

Conforme Zani, durante a pandemia aumentou o número de pessoas que têm usado o aplicativo para corridas. Isso porque elas têm se sentido mais seguras do que no transporte púbico. “Sem contar que aumentou o valor da tarifa. Uma corrida com valor mínimo pelo aplicativo é quase o mesmo preço do ônibus. Mas com mais segurança e sem riscos”, pontua.

BENEFÍCIOS

Além da série de benefícios, o aplicativo municipal já virou tendência em Marília pelo baixo valor de contribuição que pede.

“As pessoas estão se conscientizando de que esses aplicativos de fora vêm aqui e só pegam o dinheiro do motorista, não aplicam nada na cidade, não ajudam, não pagam um imposto. Só que eles eram sozinhos. Agora, estas plataformas regionais estão chegando e é uma tendência no Brasil todo”, comemora Zani.

O empreendedor lembra que o motorista que trabalha com ferramentas mais conhecidas perde de 20% a 40% do valor da corrida. “Com o Loob ele só contribui com R$ 1, para o aplicativo continuar rodando. Não importa se a corrida é de R$ 5 ou R$ 50. Se o motorista pega uma corrida de R$ 20 pelo outro aplicativo, ele fica com R$ 12”, lembra.

Higienização com produto importado (Foto: Divulgação)

PROPOSTA

Para o futuro, Thiago Zani pretende implantar um seguro aos passageiros e inaugurar o banco digital da plataforma ao motorista associado, sem mensalidade. A expectativa é de que isso ocorra já no próximo mês.

“Também tem motorista que não consegue trabalhar em outras plataformas por causa do ano do carro. Nós estendemos um pouquinho para quem tinha um carro de 10 anos no ano passado e não conseguiu trocar de veículo agora, até por causa da pandemia. A gente aumentou mais dois anos para a pessoa continuar trabalhando, sem a necessidade de trocar de carro”, conclui Zani.