Desde 2014, mais de 50000 artigos.
,/2020

Irmãos que deixaram homem em coma são condenados ao regime aberto

Polícia
09 de agosto de 2019

Anderson Ricardo Planki foi condenado a três anos e seis meses de prisão em regime aberto e Alex Júnior Planki foi condenado a três anos de prisão também em regime aberto, nesta quinta-feira (8), durante julgamento no Fórum de Marília.

Os irmãos estavam sendo acusados de tentar matar Antônio Martins de Melo em 3 de abril de 2015 em Vera Cruz.

De acordo com o advogado de defesa de Alex, Carlos Eduardo Thomé, o julgamento começou às 9h30 e terminou perto das 22h. O advogado conseguiu a desclassificação de tentativa de homicídio para lesão corporal gravíssima, o que resultou na pena imposta a dupla.

O caso

Segundo a denúncia do Ministério Público (MP) no dia em que ocorreu o caso por volta de 1h20 os irmãos teriam tentado matar a pedradas a vítima na avenida Paulista esquina com rua João Sereno.

Anderson e Alex se desentenderam com a vítima e um amigo dele em frente a casa de Antônio. Logo após, os dois passaram a arremessar pedras contra o veículo da vítima que estacionou o carro, desceu e os indagou.

Os irmãos começaram então a jogar pedras que atingiram Antônio, o derrubando no chão sem que pudesse se defender e mesmo assim continuaram com as pedradas.

Anderson ainda impediu que o amigo de Antônio saísse do automóvel para ajudá-lo, agredindo-o fisicamente. As pedradas só teriam cessado após a intervenção de populares.

A vítima teve graves ferimentos na cabeça e perda permanente da audição do lado esquerdo. Antônio foi socorrido para o Hospital das Clínicas (HC) de Marília, onde ficou em coma por alguns dias e se recuperou das agressões.

Os irmãos estão aguardavam em liberdade pelo julgamento que ocorreu nesta quinta.