Desde 2014, mais de 29000 artigos.
,/2018

DIG captura homem que atirou contra pintor na zona Norte

Polícia
14 de abril de 2018

Carro alvejado no crime (Foto: Divulgação)

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) prendeu na manhã desta sexta-feira (13) Anderson Santos de Paula, 32 anos, vulgo “Gordinho”, no Jardim Damasco, zona Sul de Marília. Ele é acusado de tentar matar a tiros um pintor de 30 anos.

Gordinho possui antecedentes por tráfico e tentativa de homicídio (ao que consta ainda pendente de julgamento) e também deixou o sistema prisional no último dia 22 de março.

Havia contra ele um mandado de prisão temporária expedida pela 2ª Vara Criminal de Marília. Gordinho foi encontrado por volta das 9h na rua Elpidio Bocchi. Ele seria levado para a cadeia pública de Lutécia.

Outro acusado de participar da tentativa de assassinato, Vitor Enrique Alexandre, de 29 anos, foi preso um dia após o crime. “Vitinho” é proprietário de uma oficina de motocicletas.

No último dia 5 de abril, a vítima disse que estava bebendo em um bar, que não teve nome e endereço informados, quando passou um homem e deu os tiros. Em seguida, o pintor teria se dirigido a um posto de combustíveis na rua Thomaz Alcalde para pedir socorro.

Momentos depois uma equipe do Samu chegou ao posto e levou o homem baleado até o Hospital das Clínicas, onde o médico plantonista conseguiu retirar o projétil da costela dele. Ao menos até os últimos dias ele continuava internado na UTI da unidade.

Investigação

Segundo a DIG, na data do crime, a vítima se encontrou com Anderson no referido bar e houve uma discussão entre os dois.

“Consta que Anderson deixou o local da discussão em companhia de Vitor, e lá retornaram pouco tempo depois, sendo que, preocupada, a vítima entrou rapidamente em seu GM/Corsa e deixou o local, mas passou a ser perseguido por Vitor (que dirigia uma motocicleta) e Anderson (que estava na garupa do veículo)”, afirma a polícia.

O comunicado enviado ao Marília Notícia pela delegacia especializada diz ainda que “ao alcançarem a vítima, Anderson efetuou contra ela diversos disparos de arma de fogo, atingindo e o automóvel que ela conduzia”.

Vitor, que possui antecedentes por porte de arma de fogo, foi identificado e localizado no último dia 6. Informalmente ele chegou a confessar sua participação no crime.

Inquérito policial foi aberto para apuração de crime de homicídio qualificado tentado, mediante recurso que impossibilitou a defesa do ofendido, que prevê pena de 12 a 30 anos de reclusão, com redução de um a dois terços em virtude das tentativas.