Desde 2014, mais de 29000 artigos.
,/2018

Área de 18 mil m² pode ser desapropriada para Parque Cascata

Cidade
13 de setembro de 2018

Parque consta em Plano Diretor do Turismo (Foto: Reprodução)

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) declarou como de utilidade pública, com objetivo de desapropriação, duas áreas próximas da Represa Cascata, na zona Leste de Marília. Os terrenos serão destinados à criação do Parque Linear da Cascata.

Ao todo são 18.909,72 metros quadrados – quase o equivalente a três campos de futebol – que fazem parte da Fazenda Cascata. A declaração de utilidade pública consta no Diário Oficial do município desta quinta-feira (13).

As áreas que o município pretende desapropriar são de propriedade de Maria Beatriz Sampaio Vidal de Andrade e Bento Sampaio Vidal de Andrade.

O decreto do prefeito determina que a desapropriação poderá acontecer “por via amigável ou judicial” e “poderá ser invocado o caráter de urgência no processo”.

O pré-projeto do Parque Cascata consta, por exemplo, no Plano Diretor de Turismo do município aprovado no começo do ano.

Recentemente a cidade foi certificada como Município de Interesse Turístico (MIT) pelo Conselho Estadual de Turismo, do Governo do Estado de São Paulo.

Áreas ficam próximo da Represa Cascata (Foto: Arquivo/Marília Notícia)

Acesso ao futuro parque será pela avenida Cascata (Foto: Arquivo)