Desde 2014, mais de 29000 artigos.
,/2018

Alonso anuncia fim de ‘água oleosa’ em novos bairros

Cidade
11 de outubro de 2017

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) publicou um vídeo em sua página do Facebook divulgando a instalação de um dispositivo que promete acabar com o problema da água com aspecto ‘oleoso’ nos bairros Vida Nova Maracá e Montana, no distrito de Padre Nóbrega.

Os empreendimentos imobiliários foram entregues recentemente e outras etapas com centenas de casas ainda são esperadas. No entanto, quem já mora no local vinha reclamando do aspecto ‘estranho’ da água distribuída na região.

A água é captada por meio de um poço profundo com capacidade para 200 mil litros por hora de vazão. O líquido sai com temperatura acima de 40 graus e precisa ser resfriado. “A grande novidade é o tubo do gás CO²”, afirma Daniel.

De acordo com o chefe do Executivo, o dispositivo recém instalado no poço profundo existente no local deve mudar o PH da água, fazendo com que o problema do aspecto oleoso acabe. “A população estava reclamando muito. Estamos resolvendo esse problema”, comentou Alonso.

A instalação do dispositivo que injeta CO² na água foi feita em parceria do Daem (Departamento de Água e Esgoto de Marília) com as construtoras responsáveis pelos empreendimentos daquela região.

“Como escolas e postos de saúdem, não houve planejamento para estes bairros, o abastecimento e tratamento correto da água também não aconteceu no governo passado. Com uma parceria do Daem, da construtora Pacaembu e da Menin, a nossa gestão resolveu o problema da água nestes bairros”, diz a publicação feita na página do prefeito.

Ele completa avisando “para que todos fiquem tranquilos, as licitações para compra de uma bomba definitiva do poço está em andamento e logo será finalizada, assim, o poço vai operar em sua capacidade máxima no fornecimento de água dessa importante região de Marília”.

Moradores ouvidos pela reportagem divergem sobre os efeitos do gás CO² alguns dias após a mudança anunciada.

Entre quatro moradores da região ouvidos pelo Marília Notícia apenas um percebeu mudanças na hora de tomar banho e lavar a louça. As outras três pessoas afirmaram que o problemas ainda continua.

A reportagem apurou junto ao Executivo municipal que ainda será preciso mais alguns dias para que o efeito do CO² passe a ser pleno.

Segundo o diretor-presidente do Daem, a situação referente á água dos bairros citados está totalmente sob controle. “Caso algum morador não esteja percebendo a melhora, é sinal de que o conteúdo da caixa d´água não foi completamente substituído, o que depende do fluxo de consumo em cada residência”, disse Marcelo Macedo.