Desde 2014, mais de 49000 artigos.
,/2020

Varejo da região pode perder até R$ 39,7 milhões por dia com greve

Regional
28 de maio de 2018

As paralisações dos caminhoneiros em protesto contra o aumento do preço dos combustíveis têm refletido no setor de abastecimento do País.

Segundo estimativa do Sincomercio Marília e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o impacto para o varejo na região de Marília pode acarretar perdas de vendas de até R$ 39,7 milhões por dia.

No cenário estadual, o prejuízo diário pode atingir R$ 1,8 bilhão e no nacional, R$ 5,4 bilhões.

A crise tem prejudicado empresários e consumidores, que sofrem com a dificuldade de abastecimento para atender a demanda da população, a qual, assustada com as notícias, corre para os principais pontos de venda a fim de garantir o seu estoque.

De acordo com as Entidades, o prejuízo nas vendas dos bens não duráveis como alimentos, remédios e gasolina pode ser visto como um primeiro alarme.

No entanto, se essa crise persistir, o problema pode se estender para as vendas de bens duráveis como veículos, eletrodomésticos e materiais de construção, gerando uma crise geral para o setor.