Desde 2014, mais de 62000 artigos.
,/2021

Testemunha é presa por declaração falsa em julgamento

Polícia
10 de setembro de 2021

O soldador Maico Pires Silvestre, de 29 anos, foi preso na noite desta quinta-feira (9) por falso testemunho durante o julgamento dos irmãos Jean Carlos Aparecido da Silva Gomes e Jamerson Denis da Silva Gomes.

A Polícia Militar foi acionada, às 19h30, no Fórum de Marília. No local, a sessão estava suspensa. A juíza da 1ª Vara Criminal de Marília tinha dado voz de prisão à testemunha identificada como Maico.

A magistrada entendeu – em comum acordo com os jurados – que o soldador tinha feito afirmação falsa ao ser ouvido pelo tribunal do júri.

Atendendo a determinação, os militares conduziram o soldador até a Central de Polícia Judiciária (CPJ).

O escrevente da 1ª Vara Criminal enviou à Polícia Civil uma cópia da sentença do processo, vídeos com os depoimentos de Maico e de outra testemunha, que apontavam a contradição das declarações.

O delegado plantonista arbitrou fiança de R$ 2 mil, a qual não foi apresentada. O acusado permaneceu à disposição da Justiça.

O conteúdo do depoimento que estabeleceu o falso testemunho não foi divulgado.