Desde 2014, mais de 41000 artigos.
,/2019

Samsung Galaxy Note 10+ traz tela e câmera incríveis

Tecnologia
04 de outubro de 2019

A linha de smartphones premium Galaxy Note 10, da Samsung, cresceu e conta com dois modelos. O aparelho topo de linha agora vem em dois tamanhos distintos de tela – Note 10, com tela de 6,3 polegadas, e o Note 10+, com tela e 6,8 polegadas –, ambos com a conhecida caneta stylus integrada ao corpo do aparelho que é a marca registrada dessa linha de aparelhos. Testamos o modelo maior, o Note 10+.

Desde o ano passado, a linha Note tem se mostrado quase irmã, com alguns aprimoramentos, da outra família de smartphones da Samsung, a Galaxy S. As configurações do Note 10+ são muito parecidas com as do Galaxy S10+, lançado em março no Brasil.

No modelo avaliado pelo Link, o smartphone veio com processador Samsung Exynos 9825 de 2,7 GHz, 12 GB de RAM, 256 GB de armazenamento interno (expansível com entrada para cartões microSD de até 1 terabyte), com desempenho rápido e sem travar. O preço sugerido do modelo avaliado é de R$ 5.999.

Tela e design

O Galaxy Note 10+ se difere da maioria dos smartphones grandes atuais por trazer uma grande área de visualização de tela, quase sem bordas, em um corpo relativamente compacto – a tela é chamada de “display cinematográfico” pela fabricante. O modelo, com sua tela de 6,8 polegadas, mede 162.3 x 77.2 x 7.9 mm, um pouco maior que o Note 9 lançado ano passado. Vale notar que o o Note 9 tem uma tela de 6,4 polegadas e mede 161,9 x 76,4 x 8,8 mm.

A tela conta com uma câmera frontal centralizada na parte superior da tela, que causa pouca intromissão no uso cotidiano, mas ainda é algo que chama a atenção ao pegar o telefone pela primeira vez. Além disso, o Galaxy Note 10+ conta com um leitor de impressões digitais integrado à tela, como no Galaxy S10. A única diferença é que agora a Samsung posicionou o leitor para uma região um pouco mais acima da tela, deixando um pouco mais fácil de usar.

O acabamento traseiro em metal também é digno de destaque e se integra muito bem com o vidro dianteiro. O Galaxy Note 10+ tem versões em preto, branco e na nova cor chamada Aura Glow, que é o cruzamento de um espelho com a parte traseira de um CD ou DVD. Dependendo da luz ambiente, o Aura Glow mostra distintas cores, dando um efeito muito bonito. De qualquer modo, a Samsung mandou o Note 10+ com uma película protetora instalada na tela e o produto vem com uma capinha de silicone na caixa.

A caneta S Pen

Desde o Galaxy Note 9, a Samsung vem aprimorando a caneta S Pen integrada ao smartphone. Agora, além de permitir usar a caneta como controle remoto para selfies, a S Pen permite usar gestos no ar (como uma varinha mágica) para controlar o aparelho.

Pausar vídeos, alterar o ângulo da câmera, navegar entre músicas ou fotos – tudo isso sem tocar a tela, apenas movendo a S Pen. São truques interessantes, mas que precisam de um breve aprendizado por parte do consumidor. Tem um lado divertido também, que permite usar a câmera do aparelho e a S Pen para marcar rostos e criar vídeos em realidade aumentada com desenhos na tela.

Mas a S Pen tem outros truques ligados a produtividade, que é um dos pontos-chave dos Galaxy Note, como a capacidade de transformar texto escrito na tela em “texto legível”. Funciona, mas também precisa de um pouco de treino para o sistema entender sua letra (no caso do testador, foi um pouco complicado pela letra ruim).

As câmeras

As câmeras da família Galaxy S são iguais às da linha Galaxy Note. Como no Galaxy S10+, o Note 10+ traz duas câmeras frontais e três câmeras traseiras. Apesar das especificações técnicas serem as mesmas – câmera principal com 12 megapixels de resolução com estabilização óptica de imagem e abertura dupla de lente (f 1.5 e 2.4), uma lente grande angular (16 megapixels) e um zoom óptico, também com 12 megapixels – o Note 10+ traz melhorias em comparação ao outro smartphone topo de linha da Samsung.

A primeira é um aprimoramento no modo noturno da câmera, que traz um excelente desempenho em situações de luz ruim, tanto com a câmera principal como com a grande angular. As fotos em modo retrato seguem excelentes, e agora dá para tirar selfies com o fundo desfocado e fazer vídeos assim, com o “bokeh” (nome dado ao desfoque) ajustável. Outro recurso curioso é o chamado “zoom de áudio”, onde é possível destacar um som específico ao gravar um vídeo. A Apple anunciou algo similar nos novos iPhone 11.

Bateria e outros destaques

A bateria de 4.300 mAH do Galaxy Note 10+ permite usar o aparelho por um dia todo. Nos testes, chegamos a 11h de uso intenso (redes sociais, e-mails, ligações, WhatsApp) para atingir 19% de capacidade. De qualquer modo, o Note 10+ vem com um carregador rápido de 25W na caixa – e a Samsung vende como opcional um adaptador de 45W, que promete maior velocidade na recarga da bateria.

Uma ausência notada é a conexão para fones de ouvido padrão 3,5 mm no Galaxy Note 10+. Desse modo, a Samsung segue a tendência já adotada por outros fabricantes (como Apple e Huawei) de abolir os fones 3,5 mm. Na caixa do produto vem um fone USB-C – que tem ótimo som, mas sofre de um problema que nem sempre o fabricante pensa: o fio dos fones tende a enrolar ao colocar/tirar o telefone do bolso (com fones 3,5 mm, basta girar o conector e desenrola; no USB-C, é preciso desconectar e conectar novamente. Ou usar fones Bluetooth).

Finalmente, o Note 10+ traz um novo modo DeX de produtividade. Ao conectar o smartphone a uma tela/TV (nesse caso, é preciso ter um teclado externo) ou a um computador (usando um aplicativo específico), a integração permite trocar arquivos do Note 10 com o PC ou Mac, responder mensagens e até atender chamadas direto do computador.