Desde 2014, mais de 47000 artigos.
,/2020

Reabertura do comércio tem filas e movimento intenso em Marília

Cidade
01 de junho de 2020

Grande movimento no Centro de Marília na reabertura do comércio (Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

O comércio em Marília reabriu nesta segunda-feira (1), após 72 dias fechado por conta da quarentena imposta para prevenir a propagação do novo coronavírus. A circulação de pessoas nas ruas do Centro foi intensa durante toda a manhã.

Marília acaba de contrariar previsão do Estado ao ampliar a reabertura além do previsto no Plano São Paulo, que define diferentes fases para reativação das atividades econômicas, visando reduzir a exposição do vírus.

Além do comércio geral, o prefeito Daniel Alonso (PSDB) decidiu autorizar, por exemplo, bares e restaurantes, academias de ginástica e salões de beleza, mesmo com a região enquadrada pelo Estado na ‘fase 2 – laranja’, em que essas atividades não são permitidas.

A Prefeitura contestou os cálculos do Estado e comparou Marília com outras regiões onde o vírus fez mais vítimas, proporcionalmente, mas não obteve nenhuma resposta do governo João Doria (PSDB) no sentido de revisar a classificação.

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

Neste primeiro dia de retomada das atividades, o comércio registrou filas de pessoas e veículos. Seguindo o decreto municipal, as lojas de rua vão funcionar das 10h às 16h de segunda a sexta-feira e das 9h às 13h aos sábados.

Um fato que chamou a atenção é que muitas pessoas usam as máscaras de maneira incorreta, deixando para fora queixo e nariz. Alguns marilienses sequer usavam os dispositivos de proteção.

Já os shoppings vão atender das 13h às 19h de domingo a domingo. Veja a regra para cada setor clicando aqui.

Opiniões

A auxiliar administrativa Flávia Gimenez, trabalha no Centro e ao Marília Notícia disse ter sido surpreendida com tamanho movimento nesta segunda-feira.

“Eu realmente estou surpresa, achei que hoje não fosse ter o movimento que está tendo. Mas ao contrário do que pensei, o pessoal não está com medo. Está todo mundo usando máscara, mas o movimento está grande, como se fosse um dia normal”, disse Flávia.

Já o pintor Marcelo dos Santos, que precisou enfrentar mais de uma hora e meia de fila para pagar contas, fez observações críticas, que contrariam a análise de Flávia sobre a proteção individual. Ele também repudiou a formação de aglomerações.

“O certo era ter mais espaço, a fila está muito ‘ajuntada’. Foi bom o comércio voltar, mas o povo tem que tomar mais cuidado porque muita gente não tá usando máscara”, afirmou o pintor.

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

A promotora de vendas Loana Aureliano, também comemorou a volta do comércio, mas concorda que o comportamento da população é preocupante.

“É bom ter voltado, só acho que o povo não está respeitando as medidas de proteção. Está muita aglomeração. Eu acho que isso vai prejudicar. As filas não têm o distanciamento correto, está uma pessoa grudada na outra”, apontou Loana.

Atendente de um ponto de venda de salgados, Jaqueline Gonçalves garantiu que foram tomadas medidas de segurança. “Estamos usando luvas, máscaras, álcool em gel, distanciamento dos clientes”.

O Marília Notícia esteve no Centro da cidade no final da manhã para registrar o movimento. Veja as imagens.

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)

(Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia)