Desde 2014, mais de 30000 artigos.
,/2018

Quadrilha de Bauru é presa praticando estelionato em Marília

Polícia
08 de novembro de 2018

Um grupo de Bauru com quatro pessoas foi preso em flagrante por policiais militares por associação criminosa e estelionato no começo da noite desta quarta-feira (7), no bairro Parati, zona Sul de Marília.

Segundo o Boletim de Ocorrência, eles costumavam comprar veículos usados utilizando documentos falsos de financiamento em nome de terceiros.

Os membros do grupo, Rafael Aparecido Cestari, de 34 anos, Ellen Francine Pelizer Dias, 29, Natalino Veloso dos Santos, 49, e Claudio Cesar Leão, 50, foram presos em uma negociação de um Chevrolet Meriva na cidade.

O grupo estava em um estabelecimento comercial localizado na rua Ângelo Seleghini por volta das 18h. Os representantes do comércio de revenda de veículos informaram à polícia que haviam caído no mesmo golpe meses antes do flagrante.

As vítimas alegaram que a negociação do Meriva havia sido concretizada por um financiamento, mas a própria financeira alertou que havia feito a verificação da documentação. Os documentos apresentados aos representantes eram falsos.

Diante da confirmação do golpe, a Polícia Militar foi acionada via 190 enquanto os golpistas ainda estavam na unidade de revenda.

Segundo a PM, os policiais surpreenderam o casal Ellen Dias e Natalino Santos enquanto apresentavam os documentos falsos de financiamento. Rafael Cestaria e Claudio Leão aguardavam os comparsas dentro de um veículo, um Volkswagen Gol, em um posto de combustível em frente a unidade de revenda.

Natalino Santos utilizava uma cédula de documento falsa e ainda foram apreendidos R$ R$ 779 em dinheiro com Cláudio Leão. Os golpistas foram questionados pelos policiais e apresentaram respostas evasivas e contraditórias.

Eles foram conduzidos para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, onde o delegado de plantão ratificou a prisão do grupo. Após audiência de custódia, eles poderiam ser encaminhados para Penitenciárias de Marília e Pirajuí.

O Gol utilizado pelos golpistas na viagem de Bauru para Marília foi apreendido e levado ao Pátio do Ciretran.