Desde 2014, mais de 39000 artigos.
,/2019

Prefeitura ameaça processar CPFL por falta de energia

Cidade
10 de setembro de 2019

A Prefeitura de Marília ameaçou tomar medidas judiciais contra CPFL Paulista por conta de problemas no fornecimento de energia que vêm resultando em desabastecimento de água em Marília nas últimas semanas.

O sistema de distribuição do Departamento de Água e Esgoto de Marília (Daem) depende de eletricidade para funcionar, principalmente no caso das bombas.

“A instabilidade afeta o abastecimento de 60% da cidade nas regiões norte e sul, onde é feita a captação de água do Rio do Peixe”, afirmou a administração municipal em comunicado oficial.

“Medidas jurídicas estão sendo estudadas para que situações como essas não comprometam o abastecimento em outras ocasiões”, consta em nota da Prefeitura.

Nesta terça-feira (10), dos 11 reservatório monitorados com divulgação no site da autarquia, três estavam abaixo do nível adequado, que é acima de 50%.

Consulta feita por volta das 12h indicava que a situação mais crítica era no Distrito Industrial, zona Norte, com apenas 3% da capacidade total com água.

Outro lado

O Marília Notícia procurou a assessoria de imprensa da CPFL Paulista para comentar as informações dadas pela Prefeitura de Marília.

Em resposta foi enviada a seguinte nota:

 

A CPFL Paulista informa que está em contato com o Departamento de Água e Esgoto de Marília (DAEM) para esclarecer os casos ocorridos nos últimos dias, em decorrência de interrupções momentâneas de energia no município. 
A distribuidora investe constantemente na expansão, manutenção e modernização da rede de distribuição de energia que abastece a região de Marília. No último sábado, 7 de setembro, a companhia realizou obras de manutenção preventiva da subestação Itambé e registrou duas interrupções instantâneas (piscas) no fornecimento de energia para alguns clientes da cidade – uma às 7h30 e outra às 17h15, conforme informado previamente em comunicado à imprensa. 
No domingo, 8 de setembro, a companhia efetuou obras de duplicação da linha de transmissão que vai de Marília até Bauru. A CPFL realizou as manobras necessárias para a execução da obra, que ocasionou interrupções momentâneas no município.
No primeiro semestre do ano, a CPFL investiu R$ 4,1 milhões na região na expansão, manutenção e modernização da rede de distribuição de energia que abastece a região de Marília. Os aportes estão tornando mais seguro e confiável o fornecimento os clientes de Marília.