Desde 2014, mais de 39000 artigos.
,/2019

Prefeito entrega ampliação e reforma da ‘Emei Sítio do Pica Pau Amarelo’

Cidade
14 de agosto de 2019

Reforma fez parte do ‘pacote eleitoreiro de obras’ iniciado em 2016 e acabou abandonada. Três anos depois, é concluída com responsabilidade pela Prefeitura de Marília. (Foto: Julio de Carlis)

O prefeito Daniel Alonso, ao lado de autoridades, da comunidade escolar e de moradores da Vila Coimbra, devolveu um dos símbolos de orgulho da população da zona oeste de Marília. Remodelada e ampliada, a Emei “Sítio do Pica Pau Amarelo – Prof. Simone Doreto Campanari” foi oficialmente inaugurada na manhã desta terça-feira (13), com festa protagonizada pelas crianças.

A escola construída há 37 anos fez parte do “pacote eleitoreiro de obras” de 2016. No mesmo ano, acabou abandonada e virou exemplo de abandono, entre outras reformas e construções que acabaram interrompidas e representavam grande desafio à Prefeitura de Marília, a partir de 2017.

Com gestão transparente e responsabilidade no acompanhamento das obras, o município garantiu a modernização do prédio, interligando espaços, gerando mais conforto às crianças e aos profissionais.

O ato de inauguração contou com as presenças da presidente do Fundo Social de Solidariedade, primeira dama Selma Regina Alonso e do ex-vereador e ex-deputado federal constituinte Osvaldo Doreto Campani, entre outros familiares da homenageada, professora Simone Doreto Campanari.

O secretário da Educação Helter Rogério Bochi e a equipe técnica receberam os convidados. Vereadores, demais secretários e assessores, mães e pais de alunos, prestigiaram e lotaram o pátio da escola.

(Foto: Julio de Carlis)

GRATIDÃO

Falando em nome dos pais, Everlin de Melo Barbara Souza (mãe de Joaquim e Eduarda, respetivamente com três e cinco anos), agradeceu à equipe da escola, sob a liderança da diretora Elaine Cristina Cirino Funchal de Oliveira, e à gestão municipal.

“Hoje eu posso sair da minha casa com tranquilidade, deixar os meus filhos aos cuidados de vocês e batalhar o pão de cada dia ao lado do meu esposo. Então, meu sentimento é de gratidão”, disse da mãe.

O secretário municipal da Educação ressaltou o profissionalismo e a dedicação dos servidores. “Tenho uma certa resistência à ideia de que nosso trabalho é um sacerdócio, porque temos que ter uma visão técnica e profissional.

Mas, acredito que o amor àquilo que fazemos é algo do qual não podemos abrir mão. Educar é uma missão”, disse o secretário, ao agradecer a equipe e ao prefeito Daniel.

A vereadora professora Daniela, que faz parte do quadro de servidores da pasta e representa o segmento educacional na Câmara, destacou a força da rede municipal, mencionou a responsabilidade da gestão e lembrou que sempre haverá insatisfeitos.

“Prefiro pensar que a insatisfação é algo que nos impulsiona, sempre haverá cobranças. Nossa rede é forte, é exigente. Mas temos que reconhecer o quanto temos melhorado. A gestão do prefeito Daniel e do Helter tem conquistado muito para a Educação”, mencionou a vereadora, ao destacar os desafios superados para a conclusão da obra.

Para o presidente da Câmara, vereador Marcos Rezende, as melhorias no município (obras, programas, decisões administrativas) têm se somado e estão repercutindo na vida das pessoas.

“Vemos um verdadeiro resgate da nossa cidade, do apreço por aquilo que é público, da responsabilidade, transparência. Por isso a Câmara tem um excelente relacionamento com o Executivo”, disse. O legislativo foi representado no evento, também, pelas presenças dos vereadores João do Bar e Evandro Galete.

(Foto: Julio de Carlis)

NOVO SÍTIO

Em sua mensagem, o prefeito Daniel Alonso disse que administra a cidade para “mostrar serviço” e “agradar pessoas” por um, dois anos, ou mesmo um mandato, mas trabalha pautado no bem da cidade. Obras bem feitas, fora do período eleitoral, significam, conforme o prefeito, compromisso com a cidade.

“Essa era uma obra que não podia ficar parada. Escola boa no presente, é mais chances de um futuro melhor. Minha visão é para que a cidade esteja melhor agora e ainda mais próspera com o passar dos anos. Temos que resolver os problemas urgentes, sem perder o foco do planejamento. Nossa cidade está em construção. Isso não é sobre um governo, mas sobre o futuro de Marília”, disse o chefe do Executivo.

As obras realizadas na escola foram as seguintes:

– Troca de todo telhado do prédio principal em calhetão de fibrocimento por telha metálica tipo sanduíche;

– Colocação de forro de PVC em todo pátio interno do prédio principal;

– Finalização das obras que estavam paradas: depósito de mochilas, trocador/fraldário, sala de TV, sala de pintura e depósito de sala de banho.

– Construção da cobertura de ligação entre o prédio principal e a quadra coberta;

– Construção de área coberta em torno do prédio principal;

– Reforma dos sanitários de alunos, professores e funcionários;

– Construção de escovódromo;

– Demolição da caixa d´água existente em concreto armado e substituição por caixa d´água metálica com capacidade para 10 mil litros;

– Construção de cobertura sobre as mesas externas com área de 102 metros quadrados;

– Ampliação da sala de repouso;

– Construção de biblioteca;

– Ampliação da secretaria, coordenação, direção e sala dos professores;

– Troca do alambrado frontal por gradil metálico;

– Colocação de gradis metálicos de proteção nos taludes. Colocação de corrimãos metálicos nas rampas de acesso;

– Execução de passarelas interligando a sala de aula externa, sanitários e vestiários;

– Execução de iluminação no pátio externo; e

– Pintura geral interna e externa completa da escola.

(Foto: Julio de Carlis)

(Foto: Julio de Carlis)