Desde 2014, mais de 42000 artigos.
,/2020

Polícia identifica ossada encontrada em fazenda no começo do ano

Polícia
27 de novembro de 2019

Ossada encontrada na propriedade rural (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil identificou que a ossada encontrada no dia 22 de março deste ano, na Fazenda Santa Ana, na vicinal Marília/Ocauçu, pertence a Thais Julião Righetti, de 37 anos.

A mulher era surda/muda e estava desaparecida desde 28 de fevereiro. Segundo o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Valdir Tramontini, a identificação foi possível após exame de DNA.

O exame necroscópico realizado na época em que a ossada foi encontrada não constatou fraturas ou perfurações no esqueleto e havia constatado que o óbito ocorreu em meados de abril de 2018.

De acordo com o delegado, a discrepância entre a data da morte do laudo e do desaparecimento relatado pela família pode ocorrer devido o corpo ter ficado ao ar livre, sujeito a alterações de temperaturas e também intervenções de animais.

“Mesmo o primeiro laudo apontando que a morte poderia ter ocorrido bem antes, a Polícia Civil por cautela fez exames também com casos de desaparecidas abertos na região e foi uma surpresa dar o dela”, disse o delegado ao Marília Notícia.

Segundo Tramontini, havia dois procedimentos abertos. Um para apurar o desaparecimento de Thais e outro sobre o encontro da ossada. Agora eles serão fundidos e mesmo não tendo sido apontada uma lesão no laudo necroscópico, a polícia vai continua tentando apurar o que de fato aconteceu.

O resultado do exame de DNA saiu nesta terça-feira (26) e a família já foi informada.

Thais sumiu em fevereiro deste ano (Foto: Arquivo Pessoal)