Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

‘PEC Kamikaze’ pode injetar mais de R$ 2,2 milhões por mês em Marília

Cidade
13 de julho de 2022

Após ter sido suspensa por problemas técnicos nesta terça-feira (12), a sessão para votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) “Kamikaze”, que prevê a criação de benefícios sociais para serem pagos até o final deste ano, foi reaberta na manhã desta quarta (13).

Durante a sessão de ontem, o texto base foi aprovado por 393 votos favoráveis (eram necessários 308), e apenas 14 deputados haviam votado contra a proposta. Entre eles, Joice Hasselmann (PSDB) e Kim Kataguri (União Brasil), que ficaram entre os dez deputados mais votados em Marília.

Só a alteração do Auxílio Brasil deve injetar mais de R$ 2,2 milhões na economia de Marília – considerando o aumento de R$ 200 para as 7.811 famílias já inscritas no programa na cidade, e a inclusão de mais de 1.200 famílias que aguardam na fila.

Também estão previstos o bolsa-caminhoneiro (de R$ 1 mil) e o vale-taxista (de R$ 200). A medida está gerando muita polêmica por estar sendo votada neste momento, pré-eleições, e por prever o pagamento dos benefícios em questão somente até dezembro deste ano. Por conta disso, a aprovação depende da decretação de estado de emergência.

BOLSA CAMINHONEIRO

A bolsa-caminhoneiro, no valor de R$ 1 mil por mês, deve ser paga para caminhoneiros autônomos, com o objetivo de diminuir a pressão por conta da alta dos combustíveis.

O governo pretende fazer uso de um cadastro da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para saber quem terá direito ao benefício.

Em Marília, há apenas o sindicato dos funcionários de transportadoras – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbanos de Marília e Região – que não possui um levantamento sobre o número de caminhoneiros que seriam beneficiados com a medida na cidade.

O Marília Notícia procurou a ANTT para saber se existe essa estimativa, porém a agência informou que atualmente são 878.308 cadastros como Transportador Autônomo de Cargas (TAC) no Brasil, porém “os dados por Unidade Federativa/ município não estão disponíveis”.

Já com relação aos taxistas, o sindicato da categoria informou que existem 130 profissionais regulamentados em Marília. Se todos estiverem aptos a receberem o benefício, a soma mensal deve chegar a R$ 26 mil.