Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Marília tem R$ 4,8 mi por mês retidos com dívidas

Cidade
24 de junho de 2022

Levantamento dos débitos da Prefeitura (Foto: Divulgação)

A Prefeitura publicou na edição do Diário Oficial desta quinta-feira (23) a lei aprovada pelo Poder Legislativo, que autoriza o Executivo a firmar mais um parcelamento de débitos com o Instituto de Previdência do Município de Marília (Ipremm). Os valores devidos pela administração e pelo Departamento de Água e Esgoto de Marília (Daem) até outubro de 2021 serão parcelados em 240 meses.

Apesar do alto valor renegociado, as dívidas da Prefeitura vão além e chegam a comprometer milhões de reais da administração pública por mês. Um levantamento solicitado pelo Marília Notícia aponta que o Executivo possui um total de quase R$ 687 milhões em débitos parcelados. O valor corresponde a 53% de todo o Orçamento em 2022, que é de R$ 1,299 bilhão.

A maior dívida é justamente com o Ipremm – referente às contribuições previdenciárias dos servidores – com saldo total de R$ 460 milhões, e parcelas mensais de R$ 1,9 milhão. Na sequência, aparecem os precatórios judiciais, com total de R$ 119 milhões e parcelas de pouco mais de R$ 1 milhão.

Constam ainda dois parcelamentos com o Daem, um no valor de R$ 32 milhões, com 240 parcelas de R$ 252 mil, e outro no valor de quase R$ 19 milhões, com 72 parcelas de R$ 289.820,66; quatro empréstimos com a Caixa Econômica Federal para a realização de obras; e dívidas com a Maternidade e Gota de Leite, com contribuições do Pasep, e precatórios da Emdurb.

Por mês, a Prefeitura chega a desembolsar quase R$ 5 milhões só para o pagamento de dívidas renegociadas.