Desde 2014, mais de 48000 artigos.
,/2020

Mulher queimada em Rosália pode ter tentado se matar, diz DDM

Polícia
31 de julho de 2020

Testemunhas ouvidas pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) podem causar uma reviravolta no caso da mulher de 47 anos, que foi socorrida com queimaduras na tarde desta quinta-feira (30) no distrito de Rosália, zona Norte de Marília.

Segundo a delegada titular da DDM, Viviane Sponchiado, a mulher pode ter tentado suicídio.

“Até o momento as testemunhas ouvidas informam que a vítima tentou se matar. Não há registros anteriores de ocorrência entre o casal. A perícia não encontrou sinais de violência no local. Vamos continuar investigando todas as possibilidades”, declarou a delegada.

Há informações, que serão esclarecidas, de que a mulher teria uma condição de alcoolismo crônico.

Entenda

A polícia registrou o caso como tentativa de homicídio. Os fatos aconteceram no final da tarde de ontem.

Segundo o apurado pelo Marília Notícia, a Polícia Militar foi acionada para prestar atendimento a uma ocorrência de violência doméstica, em que a vítima teria sofrido queimaduras causadas supostamente por seu companheiro.

No local, uma vizinha disse aos policiais que a mulher teve o corpo parcialmente queimado pelo homem.

A testemunha afirmou que ouviu um barulho vindo do quintal e, ao verificar o que havia acontecido, encontrou a mulher caída, gritando que iria morrer, e que o companheiro havia jogado acetona nela. No entanto, a vizinha alegou que não viu o homem no imóvel.

Quando os militares atenderam a ocorrência, a vítima já havia sido socorrida pela Unidade de Resgate ao Hospital das Clínicas e não foi possível indagá-la sobre os fatos, pois a PM foi informada que ela estava em estado grave e entubada.

Os policiais realizaram diligências, porém não encontraram o companheiro da mulher. A Polícia Civil esteve no HC e o filho da vítima disse que viu a mãe por volta de 17h, sem lesões, sozinha e sob o efeito de álcool.

De acordo com o filho dela, o companheiro da vítima não se encontrava no imóvel. Além disso, após os fatos ele teria ligado para um amigo do suspeito, que informou que os dois estavam pescando juntos desde às 13h.

A perícia esteve na casa, no distrito de Rosália, e não encontrou indícios de luta corporal e nem mesmo indícios de fogo. O caso segue em investigação pela Polícia Civil.

O MN pediu ao HC a atualização sobre o estado de saúde da vítima, que enviou uma nota.

“O Hospital das Clínicas informa que a paciente em questão deu entrada no Pronto Socorro na noite de 30 de julho, foi avaliada pelas equipes de urgência e emergência e de cirurgia plástica, e na manhã de hoje, 31 de julho, foi encaminhada pela Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS) para Unidade de Terapia de Queimados (UTQ) da Santa Casa de Marília”.