Desde 2014, mais de 39000 artigos.
,/2019

Mulher comete suicídio na rodovia SP-333 em Marília

Polícia
17 de setembro de 2019

Elisete tinha 50 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma mulher morreu após se jogar na frente de um caminhão na Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP-333) na madrugada desta terça-feira (17) na zona Norte de Marília.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, por volta de 2h55 a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foi acionada para atender um atropelamento no quilômetro 325 + 50 metros.

Ao chegar no local, o motorista do caminhão de 41 anos relatou que seguia no sentido Marília a Júlio Mesquita pela direita quando a mulher pulou rapidamente na rodovia e deitou na faixa de rolamento.

O motorista tentou desviar, mas não teve tempo, acabou atropelando a vítima e perdendo o controle do veículo batendo em seguida na mureta central.

A PRE fez contato com a concessionária que administra a rodovia e foi informada pelo inspetor de tráfego que minutos antes, um outro caminhão parou no posto de apoio para informar que uma mulher com as mesmas características teria se jogado na frente do veículo e deitado no solo, porém o caminhoneiro havia conseguido desviar.

A perícia esteve no local e foi coletado material genético e impressões digitais para identificar a vítima, já que a mulher estava sem documentos. Familiares reconheceram a mulher horas depois, trata-se de Elisete Trevisan Serdan, de 50 anos. O caso foi registrado como suicídio.

Segundo os Bombeiros a rodovia permaneceu interditada por quase uma hora. Elisete está sendo velada no Velório Municipal e será sepultada às 17h desta terça-feira.

Grupo de ajuda

Marília conta com o Grupo de Prevenção ao Suicídio de Marília, que oferece palestras, rodas de conversas e atendimento psicológico social.

O projeto de Acolhimento aos Sobreviventes Enlutados por Suicídio trabalha em grupo com os familiares e amigos que perderam pessoas queridas por suicídio, que funciona toda terceira quinta-feira do mês na Faculdade Sul Americana, localizada na rua 4 de abril, 51.

Para outras informações dos projetos, basta entrar em contato pelo (14) 9-9789-0927.

Viver vale a pena

Vale lembrar que o  Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias.

O contato pode ser feito pelo telefone 188 ou pelos outros canais disponíveis no site, que pode ser acessado [aqui].