Desde 2014, mais de 41000 artigos.
,/2019

Mudança no orçamento favorece Esporte e gera polêmica

Cidade
05 de junho de 2019

Está gerando polêmica um projeto de lei da Prefeitura de Marília que abre crédito adicional superior a R$ 5,8 milhões para retomada da construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), na zona Sul da cidade.

A obra já deveria estar pronta, mas foi abandonada pela empresa que iniciou o serviço em março de 2017. Recentemente o Marília Notícia denunciou o problema.

A administração pretende retomar o serviço com recursos federais já conquistados e também contrapartida do próprio município.

O problema é que o projeto de lei prevê a o remanejamento de recursos do orçamento de áreas importantes, como Saúde e da Educação.

No primeiro caso, pode ser retirado R$ 1,5 milhão e no segundo mais R$ 1 milhão da merenda e mais de R$ 500 mil do Ensino Infantil.

A reportagem apurou que alguns membros do Conselho Municipal de Saúde (Comus) estão acompanhando de perto o andamento da propositura.

Na última sessão da Câmara o projeto recebeu pedido de vistas, mas nas próximas semanas deve voltar para ser discutido e votado entre os vereadores.

O secretário do Planejamento Econômico, Levi Gomes, afirmou ao Marília Notícia que na prática não se trata de cortes. Os recursos seriam referentes a contratos que não serão mais necessários este ano.

O recurso da Saúde seria previsão de contratação de funcionários por prazo determinado, mas isso não será mais necessário porque houve convocação de servidores aprovados em concurso. No caso da Educação Infantil, a situação seria a mesma.

Já no que diz respeito à merenda, a informação é de que o recurso remanejado é Federal e a Prefeitura já possui recursos próprios para arcar com essas despesas.

Atualmente existe a terceirização do serviço e o remanejamento não seria de verbas utilizadas para compra de alimentos, mas pelo serviço de preparo da comida.