Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Morre homem atropelado por padre em Santa Cruz do Rio Pardo

Regional
27 de julho de 2022

Carro usado pelo frei Gustavo durante o atropelamento em Santa Cruz do Rio Pardo (Foto: Divulgação)

Atropelado por um padre, Ângelo Marcos dos Santos Nogueira não resistiu aos graves ferimentos e morreu na manhã desta quarta-feira (27). O homem estava internado na Santa Casa da cidade de Santa Cruz do Rio Pardo (116 quilômetros de Marília) e veio a óbito no dia em que completa 41 anos.

Com a confirmação do falecimento, o crime deve ser reclassificado de homicídio tentado para homicídio qualificado.

De acordo com a advogada Melina Scucuglia, que atua como assistente de acusação do caso, a família aguarda o retorno do laudo necroscópico para dar andamento nos trâmites necessários para o sepultamento. A vítima teve a morte confirmada às 8h31, mas até o momento não foi emitido o atestado de óbito.

“Estamos esperando os laudos do IML retornarem. Agora, o caso se tornou um homicídio consumado, mudando a classe processual, pois não tem mais a tentativa. O Ministério Público tem que fazer o aditamento da denúncia para constar a consumação em decorrência do atropelamento”, explica a advogada.

CÂMERAS

O caso foi flagrado por uma câmera de segurança. As imagens mostram o momento em que um carro atinge o acusado. Após o atropelamento, o motorista dá marcha à ré, manobra e vai embora.

Novos vídeos mostram que o padre perseguiu o homem por pelo menos 1,4 quilômetro.

O carro usado no atropelamento – que pertence à Diocese de Ourinhos – foi encontrado pela polícia e encaminhado à perícia.

A localização do veículo teria sido informada por um dos advogados que representa o frei Gustavo. O automóvel foi recolhido no estacionamento do Colégio Dominicano, que fica nas dependências do Santuário Nossa Senhora de Fátima. O carro apresentava a parte da frente e as laterais danificadas.

A Polícia Civil chegou a pedir, por duas vezes, a prisão do religioso, mas a Justiça negou as solicitações.

NOTAS DE PESAR

A Diocese de Ourinhos divulgou nota de pesar no início da noite desta quarta-feira (27), lamentando profundamente por todo o sofrimento e se solidarizando com os familiares e amigos de Ângelo. A nota foi assinada pelo padre Altair Aparecido Gaiquer, chanceler da Diocese de Ourinhos.

A Ordem dos Pregadores (Frades Dominicanos) também emitiu uma nota de pesar, manifestando os sentimentos para a família de Ângelo e todo o povo de Santa Cruz do Rio Pardo. Também divulgou a informação que o frei Gustavo Trindade dos Santos, que atropelou a vítima, foi informado da morte e teria manifestado sua dor e pesar pela passagem de Ângelo. A nota foi assinada pelo frei André Luís Tavares, Prior Provincial da Ordem dos Pregadores.