Desde 2014, mais de 47000 artigos.
,/2020

Ministro do Vaticano é acusado de pedofilia

Geral
29 de julho de 2016

73ce0916fae2f505f48c4138c4000bd993be042c

A polícia australiana investiga o secretário de Economia do Papa, o cardeal australiano George Pell, acusado de abusar sexualmente de crianças, indicou na quarta-feira a rede de televisão pública australiana.

Estas novas acusações, que são alvos de uma investigação da polícia do Estado de Victoria (sudeste), se estendem por mais de 20 anos, indicou a ABC.

Em 2002, quando Pell era arcebispo de Sydney, foi acusado de abusos sexuais, mas foi absolvido.

A ABC disse que tem oito relatórios policiais com nomes de vítimas, testemunhas e familiares.

O cardeal, de 75 anos, negou as acusações em uma declaração à ABC. Estas acusações são “completamente falsas”, disse.

Entre as acusações figuram os testemunhos de dois homens, atualmente com 40 anos, que dizem ter sido vítimas de assédio por parte de George Pell no verão de 1978-1979.

Segundo outro testemunho, George Pell teria ficado nu diante de três crianças de 8 a 10 anos no vestiário de um clube de surfe no verão de 1986-1987.

A Austrália instaurou uma comissão sobre as respostas institucionais aos casos de abusos de menores, em meio a pressões para que acusações de pedofilia sejam investigadas.

As investigações da polícia sobre George Pell – que segundo a ABC estão abertas há mais de um ano – são parte de uma investigação mais ampla sobre acusações de abuso sexual em locais de culto, orfanatos e escolas.

Em março, o ex-líder da Igreja católica na Austrália – que se converteu em 2014 em secretário de Economia do Vaticano – depôs diante desta comissão que investiga um escândalo que envolve vários padres pedófilos de sua diocese.

Afirmou que não estava ciente das dezenas de casos de abusos sexuais cometidos por padres contra crianças nas décadas de 70 e 80.

Fonte: Yahoo