Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Messi salva Argentina com golaço nos acréscimos contra Irã

Geral
21 de junho de 2014

messi2Depois de uma estreia sem brilho, era a chance da Argentina deslanchar na Copa do Mundo. A única dúvida dos torcedores que lotaram o Mineirão era de quanto seria a goleada. Só esqueceram de combinar com o Irã. O país asiático fez sua melhor partida em Mundiais e segurou o empate até os acréscimos do segundo tempo. Mas os argentinos têm Messi. Em mais uma jogada genial, o craque marcou um golaço e decretou a vitória magra por 1 a 0.

Resultado que mostra a dependência argentina do brilho de seu principal jogador, que até então nada havia criado. E que só não foi pior porque o goleiro Romero praticou dois milagres, evitando um desastre. Classificada para as oitavas de final, a Argentina enfrenta a Nigéria, em Porto Alegre, na rodada final. Os asiáticos encaram a Bósnia, em Salvador.

As fases do jogo: Não poderia ser diferente. Foi uma partida de ataque contra defesa, com a Argentina buscando o gol de todas as maneiras e o Irã se segurando como pôde. No primeiro tempo, vantagem para a marcação asiática. Tabelas, chutes de fora da área, cruzamentos, cobranças de falta. Os sul-americanos tentaram de tudo, mas sem sucesso diante da retranca adversária.

O inacreditável aconteceu na segunda etapa. O Irã saiu para o jogo e criou as melhores oportunidades. Foram duas chances claras, que pararam em grandes defesas do goleiro Romero. Nervosa, a Argentina se atrapalhava no ataque e pouco levava perigo. Nos minutos finais, foi para o tudo ou nada em uma desordenada pressão. Mas parou na falta de pontaria e no goleiro Haghighi.

O melhor: Dejagah – Quem esperava ver um show de Lionel Messi viu uma grande atuação do atacante iraniano. Mostrou velocidade e deu muito trabalho para a defesa argentina.

O piorHiguaín – Foi escalado como titular para dar maior poder de fogo à Argentina. O centroavante, porém, pouco participou do jogo. Quando a bola chegou, se atrapalhou com ela.

A chave do jogo: Genialidade de Messi – O resultado parecia perdido, tudo caminhava para o empate sem gols. Mas dar bobeira diante do camisa 10 argentino é mortal. No pouco espaço que teve, Messi arrancou pela direita e mandou uma bomba de fora da área, sem chances para Haghighi. Um golaço.

Toque dos técnicos: Sabella mudou o time da estreia e escalou uma Argentina mais ofensiva com três atacantes. Higuaín ganhou vaga entre os titulares, ao lado de Messi e Agüero. Tudo para enfrentar a retranca iraniana, que atuou com seus 11 atletas em seu campo de defesa. Em alguns momentos, o time asiático chegou a se postar com todos seus atletas dentro da  própria área.

Para lembrar:

Bandeira é derrubada. Para cobrar escanteio, Agüero chegou a retirar a bandeira colocada ao lado do campo. Após a cobrança, o árbitro Milorad Mazic recolocou o instrumento na posição correta.

Maradona consegue entrar. Barrado na estreia no Maracanã, o ídolo argentino desta vez conseguiu ingressar sem problemas no Mineirão para a segunda partida da seleção sul-americana.

Confusão na torcida. O clima esquentou entre brasileiros e argentinos no Mineirão. As provocações de lado a lado viraram bate-bocas e torcedores tiveram que ser separados pela segurança.

 

Reprodução UOL