Desde 2014, mais de 57000 artigos.
,/2021

Marília consegue aplicar 5 mil doses de vacinas por dia

Cidade
08 de abril de 2021

Ação de vacinação realizada em ginásio da cidade (Foto: Divulgação)

A Secretaria Municipal da Saúde de Marília estima que tem a capacidade de aplicar até 5 mil doses diárias de vacinas contra a Covid-19, caso elas estivessem disponíveis de forma abundante. O problema é a escassez dos imunizantes, repassados pelo Estado e Ministério da Saúde.

Em um mundo ideal, com doses disponíveis e imunização a todo vapor, seria possível fazer a aplicação da primeira dose em todos os cerca de 240 mil marilienses em pouco mais de 45 dias.

Considerando a necessidade de duas aplicações, no caso da maior parte das vacinas existentes, em pouco mais de três meses a população inteira da cidade poderia estar 100% imunizada.

A estimativa foi feita pelos profissionais da Sala de Vacinação do município a pedido do Marília Notícia.

Prefeito Daniel Alonso acompanha uma das ações de vacinação (Foto: Divulgação)

O Executivo municipal tem tentado outras formas de conseguir mais imunizantes, além dos repasses governamentais.

Entre as estratégias, ainda sem garantias de que vão funcionar, está o ingresso em consórcio nacional de municípios para compra de imunizantes e até a negociação direta com laboratórios. O problema é que trata-se de uma grande disputa em nível mundial pela aquisição das doses.

CAMPANHA

Fontes ouvidas pela reportagem lembram que a campanha de vacinação contra o vírus influenza (da gripe) dura cerca de 45 dias na cidade. Na ação, são vacinados cerca de 110 mil marilienses. Isso significa, aproximadamente, 2,5 mil doses por dia.

O entendimento é de que a Saúde municipal tem condições de dobrar essa capacidade. O estímulo seria a retomada da “normalidade”, com o fim do colapso no sistema de saúde, das mortes pelo novo coronavírus, e o retorno regular das atividades econômicas.

“O que nos falta é vacina. Mesmo com duas doses, teríamos condições de montarmos uma estratégia de vacinação em massa, de forma organizada, sistematizada, com público ampliado e já esquematizando a segunda dose”, afirma a supervisora da Vigilância Epidemiológica no município, Alessandra Arrigoni Mosquini.

(Foto: Divulgação)

Vale lembrar que a Prefeitura de Marília tem organizado grandes ações de vacinação para os públicos-alvo prioritários, com milhares de doses aplicadas em um único dia – principalmente aos fins de semana.

Entre os locais de vacinação já utilizados neste esquema – e que poderiam ser mobilizados de forma contínua – estão clubes, associações e ginásios. As doses poderiam ser aplicadas das 8h às 18h, com troca de turnos entres os servidores públicos.

No momento, as vacinas chegam na cidade ‘a conta gotas’ e, para piorar, o Executivo municipal alega que o Estado envia doses a menos para algumas faixas etárias. O governo paulista nega e o Ministério Público investiga a situação.

VACINAÇÃO

A vacinação contra a Covid-19 começou em Marília no dia 19 de janeiro e, até esta quarta-feira (8), foram distribuídas 44.413 doses, sendo 32.074 (13,33%) referentes à primeira aplicação e 12.339 (5,12%) à segunda.

Até a atualização dos dados, já se passaram 78 dias desde o início da imunização. Neste período, a média diária de doses aplicadas tem sido de 569 doses – ou seja, pouco mais de 11% da capacidade da Secretaria de Saúde de Marília.

No ritmo atual, serão necessários cerca de 28 meses para vacinar todos os marilienses, o que significa dois anos e quatro meses. A esperança, porém, é que o fornecimento de vacinas seja fortalecido nos próximos meses.

(Foto: Divulgação)