Desde 2014, mais de 40000 artigos.
,/2019

Marília melhora 30 posições em ranking de cidades inteligentes

Cidade
17 de setembro de 2019

Marília subiu da 88º posição no ranking nacional de “cidade inteligentes” em 2018 para o 58º lugar no levantamento deste ano, publicado nesta terça-feira (17) em parceria com a revista Exame, da editora Abril.

A pontuação da cidade aumentou de 24,396 para 31,628 entre a pesquisa do ano passado e a atual.

Mesmo com a melhoria, Marília ainda não conseguiu recuperar a posição que havia alcançado em 2017, o 50º lugar no ranking Connected Smart Cities.

Na atual edição a cidade de Lins (distante 72 quilômetros de Marília), com população estimada em 78 mil habitantes, figura na 47ª posição – melhor colocada que Marília. Bauru (distante 108 quilômetros) não aparece na lista dos 100 mais. Veja o ranking geral no final deste texto. Para baixar o estudo, [clique aqui].

Campinas, maior cidade do interior de São Paulo, é considerada a mais inteligente e conectada do Brasil em 2019.

O ranking é elaborado pela consultoria Urban Systems em parceria com a empresa de organização de eventos Sator.

Esta é a primeira vez que esse estudo elege uma cidade não capital como referência em desenvolvimento.

Em 2015, a liderança ficou com o Rio de Janeiro, seguido nos dois anos seguintes por São Paulo e, em 2018, por Curitiba.

Outras cidades paulista que aparecem em destaque no ranking geral são Jundiaí (10º lugar), São Bernardo do Campo (18º), Piracicaba (21º), Valinhos (22º), Jaguariúna (24º), Ribeirão Preto (25º), Araras (27º), Sorocaba (29º) e São José dos Campos (30º).

Outros municípios do Estado melhor posicionados que Marília são Presidente Prudente (31º), São José do Rio Preto (34º), Santo André (36º), Indaiatuba (38º), São Sebastião (44º), Guarulhos (45º), Paulínia (46º), Botucatu (49º), Bragança Paulista (51º), Santana de Parnaíba (52º), Praia Grande (55º) e Americana (56º).

Quesitos

Nos rankings temáticos Marília ficou em 71º lugar no quesito Urbanístico, 78º em Tecnologia e Inovação, 76º em Saúde, 70ºC em Educação, 69º em Governança e 84º em Economia.

No ranking da Saúde houve queda na posição da cidade, já que na versão 2018 do levantamento Marília ficou em 48º lugar (com 4,030 pontos). Desta vez a pontuação em tal quesito caiu para 3,272 pontos.

No quesito Economia também houve queda, já que na pesquisa anterior a cidade ocupava a posição 36º (nota 5,605). A pontuação atual foi de 4,449.

Nos demais quesitos a cidade sequer apareceu no ranking das 100 cidades mais bem posicionadas do país e agora consta.

Entenda

O ranking final é elaborado com base em todas as cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes – o que totaliza 666 municípios.

No indicador final o estudo considera 70 indicadores relacionados com mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia.

Na edição 2019 a pesquisa levou em conta seis novos fatores: o uso de veículos de baixa emissão de poluentes; percentual da força ocupada em setores de tecnologia e comunicação; percentual da força ocupada nos setores de educação e pesquisa; número de computadores e laptops em escolas públicas; percentual de resíduos plásticos recuperados na cidade e percentual da população que vive em regiões de baixa e media densidade.

Existe ainda a pontuação de peso 1 para 69 variáveis e peso 0,5 para a escolaridade do prefeito. A pontuação máxima para 2019 ano é 69,5. A melhor colocada – Campinas -recebeu 38,977 pontos.