Desde 2014, mais de 29000 artigos.
,/2018

Justiça determina volta das catracas no Terminal Urbano

Cidade
14 de setembro de 2018

Justiça determinou volta das catracas até segunda-feira (Foto: Arquivo)

A Justiça de Marília determinou nesta sexta-feira (14) que as empresas Sorriso e Grande Marília, que operam o transporte coletivo na cidade, voltem a fazer a integração em suas linhas do modo ‘tradicional’. Isso significa que as catracas serão recolocadas no Terminal Urbano.

A decisão liminar é do juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, da Vara da Fazenda Pública, que deu prazo para que o acesso ao terminal seja controlado até segunda-feira. Em caso de descumprimento as empresas terão multa diária de R$ 50 mil.

No entendimento do juiz, a decisão possibilita “ao usuário um novo embarque, sem a necessidade de pagamento de nova tarifa, entre veículos da mesma empresa e, também, entre os veículos de empresas distintas, assegurando a integração através do Sistema de Bilhetagem Eletrônica, em qualquer terminal ou ponto de parada, desde que o novo embarque seja realizado no intervalo máximo de 1 (uma) hora”.

A Ação Civil Pública foi impetrada pela Prefeitura no dia 11 contra as empresas de ônibus.

Vale lembrar que a própria administração municipal apoiou a abertura do Terminal no ano passado. Após muitas críticas da população, o prefeito Daniel Alonso (PSDB) resolveu voltar atrás.

A Associação Mariliense de Transporte Urbano (AMTU), que representa as empresas de ônibus, foi procurada pela reportagem para comentar o caso, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno. O espaço está aberto para manifestação.