Desde 2014, mais de 60000 artigos.
,/2021

Jeff Bezos vai para o espaço: voo está confirmado para às 10h

Tecnologia
20 de julho de 2021

A viagem que vai levar o homem mais rico do mundo para o espaço deve acontecer nesta terça-feira, 20. O primeiro voo tripulado da Blue Origin, empresa de exploração espacial de Jeff Bezos, fundador da Amazon, está marcado para começar às 10h (horário de Brasília) – o lançamento acontecerá no oeste do Texas (EUA), próximo à cidade de Van Horn. A viagem terá transmissão pela internet e será acompanhada pelo Estadão.

O foguete New Shepard deve ser lançado com quatro passageiros: Jeff Bezos, seu irmão Mark Bezos, uma pioneira do setor aeroespacial de 82 anos e um jovem de 18 anos. São esperados 11 minutos de viagem, que terá três etapas: o lançamento do foguete, a separação da cápsula com os passageiros e o retorno da tripulação à Terra em queda livre com paraquedas em direção à mesma região de onde partiu.

Na segunda, 19, o fundador da Amazon avisou no Instagram que a tripulação já chegou ao oeste do Texas, local do lançamento. “Temos praticado missões completas no simulador de treinamento da New Shepard. Mal posso esperar pela decolagem”, afirmou Bezos na rede social. “O oeste do Texas é lindo!”, escreveu.

Diferentemente dos voos para a Estação Espacial Internacional, que está em órbita há 408 km de distância da Terra, a nave New Shepard fará uma viagem suborbital: o objetivo é cruzar a linha de Karman, a 100 km de altitude, que por convenção internacional marca o início do espaço sideral.

Caso seja concluída com sucesso, a viagem colocará a Blue Origin no mapa da exploração espacial privada, uma disputa que vê outras empresas na dianteira. Entre elas estão a SpaceX, de Elon Musk, e a Virgin Galactic – a empresa capitaneada por Richard Branson realizou com sucesso no último dia 11 um voo suborbital com a presença do bilionário.

Os preços de um assento em uma nave da Blue Origin ainda são um mistério – a empresa ainda não revelou os valores oficiais dos voos. Oliver Daemen, estudante de física de 18 anos que comprou seu lugar no foguete, não divulgou o quanto pagou. Por enquanto, o parâmetro do preço para um assento na nave é um leilão de US$ 28 milhões, abocanhado no mês passado por um milionário desconhecido, que acabou desistindo desta viagem por motivos de “agenda”. Já a Virgin Galactic irá comercializar os seus voos por US$ 250 mil.

Foguete não tem piloto

Em testes desde 2015, o foguete da Blue Origin já realizou 15 voos, mas nenhum com passageiros a bordo. Seu diferencial tecnológico seu sistema de inteligência artificial (IA): o veículo é totalmente autônomo, o que significa que todos a bordo são passageiros, sem pilotos no comando.

Além disso, mirando o barateamento das viagens espaciais, a Blue Origin usa uma técnica de reutilização de foguete, em que o lançador desce verticalmente para a Terra depois de cumprir o objetivo de lançar a cápsula – é um método também explorado pela SpaceX. A New Shepard é composta por um lançador de quase 16 metros de altura e uma cápsula semi-oval na ponta. Atinge uma aceleração superior a Mach 3; ou seja, três vezes a velocidade do som.

A 75 km de altitude, a cápsula se desprende do lançador e continua subindo até chegar a mais de 100 km. É aí que os passageiros poderão se soltar dos assentos e experimentarão 3 minutos de microgravidade. Então, a cápsula começará então seu retorno à Terra em queda livre, desacelerado por paraquedas e depois por retrofoguetes. A viagem durará 11 minutos.

A cápsula tem seis poltronas reclináveis de couro com acessos para janelas de 110 x 73 cm.