Desde 2014, mais de 60000 artigos.
,/2021

Qual o medo do Comitê de Enfrentamento à Covid-19?

Coluna
16 de junho de 2021

Depois de 80 dias desde a última reunião – em 24 de março – a Prefeitura de Marília convocou, para esta quarta-feira (16), um novo encontro do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 na cidade. O principal item da pauta deve ser a proposta de um lockdown regional, o qual o prefeito Daniel Alonso (PSDB) diz ser contra.

Será o 28º encontro do grupo, que conta com a participação de secretários municipais, vereadores, hospitais, empresários, sindicatos, entidades da Saúde, classes profissionais, divisões da Polícia Militar, igrejas, entre outras organizações.

A reunião começou pouco depois das 14h, por videoconferência, para discutir novos planos de ação no combate à pandemia, que se agravou em Marília e região nos últimos dias.

Apesar de reunir diversos setores da sociedade e a elite econômica do município, o Comitê não aprovou que a imprensa mariliense acompanhasse a reunião. Somente o resultado das deliberações será informado posteriormente.

Pergunto: Qual o medo do Comitê de Enfrentamento à Covid-19? A população não pode ser informada sobre o processo de tomada de decisões tão importantes? Que afetam a cidade toda? Não temos direito de saber como pensa cada um dos participantes da reunião?

Se amputa aqui o dever básico de publicidade e transparência com questões públicas, exigido de sociedades democráticas minimamente avançadas.

Sinceramente não consigo enxergar o que pode ser tão perigoso, falado na reunião, que não possa vir a público. O Comitê é formado por pessoas e entidades do mais alto grau de respeitabilidade. Essa decisão de barrar jornalistas não condiz com o gabarito do colegiado.

Eu, como cidadão mariliense, registro aqui meu descontentamento com a censura sofrida. Que possamos evoluir na próxima.