Desde 2014, mais de 47000 artigos.
,/2020

Famílias relatam o desafio e a vitória contra o câncer em Marília

Cidade
19 de agosto de 2015
unnamed

Pacientes e familiares cumprem papel de aproximar campanha da população local e regional

A maior campanha pela cura do câncer infantil e juvenil em Marília, o McDia Feliz, que acontece no último sábado de agosto, dia 29, conta com Embaixadores Locais. São famílias que tiveram ou têm crianças em tratamento na Santa Casa da cidade e compartilham suas histórias, seus desafios e suas conquistas.

Júlia, 10 anos, quer ser aeromoça quando for adulta e tem certeza de que chegará lá. Há um ano e meio descobriu, junto com a família, que teria pela frente um desafio a mais que as outras crianças de sua idade. Ela foi diagnosticada com LLA (Leucemia Linfóide Aguda).

Desafio semelhante também experimentou a família de Vinícius, 6 anos, diagnosticado com LMA (Leucemia Mielóide Aguda) em 2011. Juntas, as duas crianças e as famílias tornaram-se voluntários do McDia Feliz e participaram de um ensaio fotográfico para produção de mensagens para redes sociais, cartazes, banners e faixas.

A coordenadora do McDia Feliz em Marília, Erica Legutcke, explica que a estratégia foi aproximar a causa da população local e regional. “A doença não escolhe as pessoas, ela simplesmente se instala. E pode acontecer na nossa comunidade, no nosso bairro e até em nossa casa. Por isso, a mensagem que estas famílias estão dando é muito importante. Além disso, elas conhecem a Santa Casa e nossa dedicação. A presença das crianças, os pais, mães e avós conosco agrega muito”, disse.

SUPERAÇÃO 

Após quatro anos de tratamento, Vinícius é considerado pelos médicos uma criança curada do câncer. A mãe, Denise Cristina de Oliveira, comerciária de 29 anos, conta que o diagnóstico de ocorreu na Santa Casa de Marília, após alguns sintomas similares à dengue. Assim que a doença foi confirmada, o início do tratamento foi rápido. “Ele começou a fazer quimioterapia, precisou ser internado várias vezes e teve algumas complicações. Houve momentos em que eu achei que Deus levaria meu filho, mas, na maioria das vezes, a gente tinha certeza que ele não ia embora. O Vinícius é muito forte”, conta Denise.

Conforme o filho crescia e superava os momentos mais difíceis, as consequências da doença ficavam no passado. “A leucemia era como um jogo difícil e que ele foi o vencedor. Hoje, somos voluntários. Sabemos o valor que tem uma Santa Casa. Meu filho quer ser médico quando crescer”, afirma a comerciária.

A recepcionista Bruna Viudes de Lelli, 27, também conhece o significado da palavra superação. Bruna é mãe de Júlia e, junto com a avó, Vera Lúcia Viudes de Lelli, e demais familiares, encarou de frente a leucemia que acometeu a filha.

“O diagnóstico foi rápido, graças a Deus, e logo ela começou o tratamento. A Julinha ainda faz sessões de quimioterapia, mas já está na fase que os médicos chamam de acompanhamento. Ela é uma guerreira, muito determinada. Em relação a essa luta, ela está na frente, ela que puxa a gente, que nos anima. O hospital já faz parte da vida dela, mas não como um lugar triste. É um lugar de carinho e proteção”, afirma Bruna.

Dona Vera destaca que o envolvimento e entusiasmo com a mobilização para o McDia Feliz tem deixado Júlia extremamente feliz e impactado em sua autoestima. “Vocês não sabem o bem que estão fazendo para ela. Como garota propaganda do McDia, ela sabe que está ajudando outras crianças”, conta a avó.

“Desde o começo do tratamento eu nunca desanimei ou pensei em desistir. Eu sempre ando com um sorriso no rosto, com muita fé e sempre com um pensamento positivo. Por isso hoje eu estou ótima e curada”, conta Júlia.

Para colaborar 

Participar e apoiar a campanha em benefício de adolescentes e crianças em tratamento de câncer é muito fácil. Os tíquetes antecipados, para troca pelo sanduíche Big Mac no dia 29 de agosto, estão disponíveis e custam R$ 13,50 cada. A comunidade também pode optar por patrocinar a confecção das camisetas oficiais, que tem o valor de R$ 13,50 por unidade, como investimento.

Cada peça será vendida por R$ 25 e os recursos arrecadados somados à campanha.  Os pedidos (apoio para camisetas ou aquisição de lotes de tíquetes) podem ser realizados por e-mail: [email protected]santacasamarilia.com.br ou por meio dos telefones: 14 3402 5559 (ramal 5747) / 14 9762 2611, com Erica Legutcke.