Desde 2014, mais de 39000 artigos.
,/2019

Esporte mariliense se consolida como celeiro do atletismo

Esportes
13 de agosto de 2019

Iniciado em projeto da Prefeitura de Marília, Augusto Dutra foi prata nos Jogos Pan-Americanos. (Foto: Divulgação)

O atleta Augusto Dutra foi prata no salto com vara no último sábado (11), nos jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. O brasileiro surpreendeu na competição e saltou 5,71 metros, conquistando mais um pódio para o atletismo brasileiro. A conquista consolida ainda mais a cidade como berço de talentos do atletismo.

O americano Christopher Nilsen faturou a medalha de ouro, enquanto o bronze foi para o também americano Clayton Fritsch. O mariliense Thiago Braz, atual campeão olímpico, ficou em quarto lugar.

A trajetória de Augusto Dutra e Thiago Braz passam pela pista de Atletismo do poliesportivo do Pedro Sola, onde realizaram os primeiros saltos com os técnicos Alecsandro Ramos (Lecão), Luis Carlos Albieri (Esquilo) e Fabiano Gilberto.

Outra promessa para o atletismo mariliense é Leonardo Yan, de 14 anos, que assumiu a liderança no ranking sub-16 no lançamento do martelo, pela Confederação Brasileira. O Circuito FPA foi a primeira competição oficial que Leonardo disputou, ficando com medalha de ouro na prova, com a marca nacional de 45,89 metros no arremesso.

BERÇO DE CAMPEÕES

Os técnicos Lecão e Fabiano Gilberto lembram que Marília sempre se destacou por ser o berço de atletas que se tornaram campeões nacionais, mundias, olímpicos e paraolímpicos. “Pelo Pedro Sola já passaram Osmar Barbosa dos Santos, Aurélio Guedes, Jadel Gregório, Fabiano Braz, Everaldo Vasconcelos, Fabinho, Daniel Martins, Gustavo Dias, Edson Martins, Sally Maiara, Thiago Braz, Augusto Dutra, João da Barreira, Sílvio Henrique entre outros”, menciona Lecão.

“Hoje Marília é destaque no treinamento de atletas de alta performance e alto rendimento. Temos profissionais capacitados para desenvolver os treinamentos em todas as modalidades do atletismo”, reforça Fabiano.

O secretário municipal de Esportes Lazer e Juventude de Marília, Eduardo Nascimento, ressalta que as melhorias realizadas na pista de atletismo do Pedro Sola têm contribuído para os treinamentos de alto rendimento.

“Fizemos investimentos em materiais esportivos como dardos, blocos, barreiras, disco, pesos, reforma de gaiola de lançamentos, entre outros. Isso dá total condições os atletas. Prova disso é que já recebemos esse ano os Jogos abertos da Juventude (julho) e receberemos a maior competição esportiva da América latina, que são os Jogos Abertos do Interior. Teremos, em novembro, cerca de 17 mil pessoas entre atletas e técnicos em nossa cidade. A educação se faz com o esporte e temos a certeza que, de nossa cidade, sairão novos campeões” finalizou o secretário.