Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Escritor mariliense lança obra infantil na Bienal do Livro em SP

Variedades
29 de agosto de 2014

Capa livroO livro O Homem que amava comidas, do cozinheiro chef internacional e escritor mariliense Luiz Eduardo Escouto, será lançado oficialmente na Bienal do Livro de São Paulo neste dia 30 de agosto, sábado, às 12 horas. Posteriormente, haverá a primeira sessão de autógrafos na Feira do Livro do Colégio Cristo Rei, em Marília no dia 13, a partir das 10h.

Em O homem que amava comidas, o Cozinheiro Chef Internacional Luiz Fernando Escouto revela como fez para expressar todo o amor que sente por sua filha. O livro é voltado para o público infantil, por conta das animações e do breve diálogo. A obra publicada pela Editora Pandorga tem um tom bem humorado e mostra a real essência da família: o amor.

Na história contada por Escouto, a menina ama seu pai, ele ama comidas, porém  tem dificuldade em dizer a garota que o sentimento era recíproco. Foi quando ele teve a ideia de utilizar a cozinha como algo atrativo para a filha. Seu repertório gastronômico é vasto, prepara iguarias de diversas culturas, com ingredientes variados. “A hora da refeição é o momento em que há o olho no olho, é o momento em que a gente se depara com a família em torno da mesa, o que possibilita o fortalecimento dos vínculos, explica Escouto.

O livro mostra que às vezes, o amor pode ser lembrado e demonstrado através de atos, cheiros, olhares, texturas, abraços e conversas. O momento de refeição é um pretexto para nos relacionarmos e expressarmos o quanto nos amamos, diz. Por isso, o personagem ensina à filha a importância de saborear e sentir o aroma de cada alimento. Apesar das comidas serem feitas para a garota, sempre que outras crianças frequentavam a casa havia um banquete, o que as atraiam de volta para saborear as delícias que ele preparava.

Apesar do livro ser direcionado para o público infantil, ele tem uma leitura objetiva e agradável, o que o torna prazeroso de ser lido por pessoas de todas as idades. Também é uma excelente leitura para os pais que queiram se aproximar das crianças por meio da culinária feita em casa, ou seja, fugir dos fast foods, restaurantes e aproveitar mais os momentos em família.

Foto 015

Escritor com a secretaria da Cultura