Desde 2014, mais de 62000 artigos.
,/2021

Dupla é presa após tentar furtar joalheria no Centro

Polícia
15 de setembro de 2021

Mostruário foi recuperado (Foto: Divulgação)

Dois homens – identificados como Bruno Jacob Pires de Carvalho, de 31 anos, e Luís Gustavo Santos, de 33 – foram presos por tentativa de furto a um estabelecimento comercial, na região central de Marília, nesta terça-feira (14).

A Polícia Militar foi acionada, às 16h52, na rua Paes Leme, inicialmente com a informação de um roubo em joalheria.

No local, os policiais encontraram populares detendo um rapaz que ainda tentava se desvencilhar e fugir. A vítima, uma comerciante de 55 anos, estava ao lado, com um mostruário de joias, que o acusado tinha tentado subtrair.

A polícia identificou o homem como Bruno. Ele confirmou que tinha tentado furtar o mostruário da loja. O comparsa – que era de Garça (distante 35 quilômetros de Marília) – esperava para lhe dar fuga de moto.

Comparsa esperava em moto, câmeras de segurança flagraram (Foto: Divulgação)

A PM fez contato com os militares da cidade vizinha e passaram as informações fornecidas por Bruno.

A vítima contou que o acusado chegou e pediu para ver o mostruário de joias, pois pretendia escolher uma peça para compra.

Enquanto ainda mostrava as peças de ouro, o homem puxou o mostruário de forma inesperada e saiu correndo. A comerciante foi atrás, pediu por socorro e foi auxiliada pelo filho.

Bruno tentou subir em uma moto vermelha que o esperava, porém não conseguiu. Vendo a situação, o motociclista saiu em fuga e o acusado ficou com o mostruário nas mãos. Ele acabou sendo contido por populares na rua Quatro de Abril, a poucos metros da joalheria.

Em Garça, outros PMs conseguiram identificar, seguir e deter o motociclista envolvido no caso, identificado como Luís Gustavo.

A dupla foi encaminhada até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, onde foi indiciada por tentativa de furto. Eles permaneceram à disposição da Justiça.

O mostruário de joias contendo 23 correntes, sete pingentes e duas pulseiras – avaliados em R$ 80 mil – foi devolvido à vítima.

Moto usada pelos criminosos (Foto: Divulgação)

Quer receber notícias no seu WhatsApp? Clique aqui e entre para o nosso grupo.