Desde 2014, mais de 70000 artigos.
,/2022

CPI vai apurar possíveis irregularidades na Fema

Regional
22 de junho de 2022

A Câmara de Assis (distante 75 quilômetros de Marília) constituiu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar e apurar possíveis irregularidades na direção executiva e presidência da Fundação Educacional do Município de Assis (Fema). A CPI foi instaurada na última sessão nesta terça-feira (21).

No início da sessão, foi lido um requerimento de autoria do vereador Jonas Campos (Republicanos), solicitando a criação da CPI.

Serão apuradas denúncias envolvendo falta de transparência das contas, eventuais fraudes remuneratórias, falsificação de documentos públicos, direcionamento de licitações, favorecimentos pessoais, contratações ilegais, uso irregular de bens públicos, peculato e abuso de Poder Público e econômico.

A comissão é formada pelo presidente Fernando Sirchia (PDT), relator Jonas Campos e membro Viviane Del Massa (Progressista).

OUTRO LADO

O Marília Notícia pediu um posicionamento para a Fema sobre o assunto. Veja abaixo a nota na íntegra:

“A Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA) é uma instituição que forma profissionais de diversas áreas, como tecnologia, comunicação, química e saúde, contribuindo diretamente para o desenvolvimento econômico de Assis e região. Atualmente, a FEMA conta com 12 cursos de ensino superior e, ao longo de mais de 30 anos de história, já formou cerca de 7 mil alunos, empregando, anualmente, centenas de pessoas, de forma direta e indireta, no mercado de trabalho de Assis e região.

Além de diversos laboratórios e ambientes de ensino, destinados às práticas científicas e ao aprimoramento profissional, a comunidade regional pode contar com aproximadamente 340 alunos de Medicina, que atuam em sete policlínicas instaladas em parceria com a Prefeitura Municipal de Assis. Essa conquista foi possível devido à implantação do curso de Medicina em 2015.

O trabalho e o comprometimento com a saúde da população se estende ao curso de Fisioterapia, no qual 20 alunos e sete professores atuam no atendimento à comunidade, de forma totalmente gratuita. Durante o último ano, a Clínica de Fisioterapia da FEMA atendeu cerca de 1.500 pacientes no ambulatório de fisioterapia nos mais diversos setores, além dos atendimentos realizados no Hospital Regional de Assis.

Cada vez mais, a FEMA busca se aproximar das pessoas, por meio de projetos de extensão cujo objetivo é realizar atividades sociais e proporcionar à comunidade em geral diversos benefícios e formas de solidariedade. Essa atuação se estende para além das pessoas vinculadas à instituição.

Diante desse compromisso histórico com a sociedade e com a formação de seus alunos, a FEMA repudia todo e qualquer ato de corrupção e declara, publicamente, à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), aberta pela Câmara de Assis nesta segunda-feira, dia 20 de junho de 2022, que não há nenhuma ilegalidade ou qualquer irregularidade nos processos de contas, pagamento de salários, documentos públicos e licitações.

Continuamos empenhados em demonstrar transparência em nossos processos e nos colocamos à disposição para eventuais esclarecimentos”.