Desde 2014, mais de 41000 artigos.
,/2019

Concessionária recolhe mais de 65 toneladas de lixo na BR-153

Regional
20 de abril de 2018

Em 2017 a Concessionária retirou mais de 25 toneladas de lixo domiciliar e 40 toneladas de ressolagem da BR-153/SP.

A Triunfo Transbrasiliana, concessionária que administra o trecho paulista da BR-153, divulgou esta semana que em 2017 retirou mais de 25 toneladas de lixo domiciliar e aproximadamente 40 toneladas de ressolagens ao longo dos 321 quilômetros que administra.

Os materiais mais encontrados são os resíduos orgânicos, resíduos de origem plástica (garrafas PET), papel, papelão, metais (latas de alumínio) e ressolagens.

Além destes, também foram recolhidos móveis, galhos secos, roupas e eletrodomésticos. Todo o material coletado é encaminhado aos aterros ou para uma cooperativa de reciclagem que dá o destino correto aos resíduos.

Pouca gente sabe, mas o descarte irregular de lixo na rodovia é considerado infração. De acordo com o artigo 172 Código Brasileiro de Trânsito (CTB), atirar do veículo ou abandonar na via objetos ou substâncias é infração média, sujeita a multa de R$ 130,16 e perda de quatro pontos na Carteira de Habilitação.

Além de comprometer o meio ambiente, o lixo jogado na rodovia pode causar graves acidentes. Uma simples latinha, garrafa pet ou restos de alimentos comprometem a segurança do condutor que vem atrás, já que o impacto contra o veículo pode estilhaçar o parabrisa e provocar danos nos pneus.

A concessionária disponibiliza coleta seletiva nas sete Bases de Serviços Operacionais, local onde o usuário pode fazer uma pausa na viagem para tomar um café, água, ir ao banheiro e obter informações da rodovia.

Nas bases também estão disponíveis, gratuitamente, sacolinhas de câmbio para o armazenamento de resíduos durante as viagens e bituqueiras. Nas quatro praças de pedágio (Onda Verde, José Bonifácio, Lins e Vera Cruz) e na Sede Administrativa da empresa, em Lins, também estão disponíveis aos usuários lixeiras para o descarte correto.

Outras consequências

O lixo orgânico, como restos de comida deixados em sacos plásticos, é altamente prejudicial à fauna lindeira das rodovias.

Ao procurar alimentos nos acúmulos de lixo depositados próximos das pistas, muitos animais acabam ingerindo objetos plásticos, levando à morte por sufocamento.

Em busca destes resíduos, eles podem provocar acidentes, já que invadem as pistas, podendo ocasionar o seu atropelamento.

Os resíduos também prejudicam a saúde das comunidades. Eles atraem insetos, ratos e até escorpiões. Com as chuvas, esses materiais dispensados incorretamente podem servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e febre chikungunya.

O lixo também pode prejudicar o sistema de escoamento da água da chuva, resultando no entupimento de bueiros e acúmulo de água.