Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Britânica quer cortar a perna que resta para correr mais

Geral
18 de setembro de 2014

102_1813-blog-legsUma adolescente britânica que teve a perna direita amputada por motivo médico agora quer que os cirurgiões cortem a perna que restou para que ela possa correr mais rapidamente e disputar as Paraolimpíadas.

A perna direita de Danielle Bradshaw, de 15 anos, foi amputada em 2010, depois que um problema congênito – displasia – a deixou sem função. O procedimento atendeu a um desejo da própria Danielle.

A britânica, que mora em Tameside (Inglaterra), ganhou uma prótese e abandonou a cadeira de rodas. Assim, Danielle pode pela primeira vez na vida se dedicar ao esporte. Ela escolheu o atletismo.

Danielle recebeu uma prótese ao estilo da usada pelo sul-africano Oscar Pistorius, que passou a ser uma das referências dela. Só que a britânica reclama que a tensão na “perna boa” lhe causa dor e faz com que ela não consiga melhorar os seus tempos na pista.

Para se tornar mais competitiva, Danielle agora quer se livrar da perna esquerda e usar duas próteses – exatamente como Pistorius. E ela tem apoio dos familiares.

“Sempre pensamos que a perna boa era boa, mas nos dois últimos anos ela começou a causar problemas nos tendões”, disse Darren Quigley, padastro de Danielle, segundo o “Daily Mail”. “Um dia ela será atleta paraolímpica, mas precisa desse procedimento (a nova amputação) para melhorar os seus tempos”, acrescentou ele.