Desde 2014, mais de 40000 artigos.
,/2019

Bolsonaro pede a deputados evangélicos propostas mais populares

Política
11 de julho de 2019

O presidente Jair Bolsonaro pediu na manhã desta quinta-feira (11) a parlamentares evangélicos, durante café da manhã realizado no Palácio do Planalto, que apresentem propostas que o governo possa incorporar à sua pauta para trazer a população para o seu lado. ]

Ele recebeu cerca de 80 deputados da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, em encontro que durou pouco mais de uma hora.

“Os senhores têm ideias maravilhosas que, via decreto a gente pode resolver, projeto de lei, inclusão por ocasião do relatório quando um colega faz o seu relatório lá em uma medida provisória ou projeto de lei. Essas pequenas medidas têm um alcance enorme no Brasil e trazem a população para o nosso lado”, disse Bolsonaro.

Entre as “pequenas medidas” de apelo popular, o presidente citou o projeto de lei apresentado por ele em maio que muda o Código de Trânsito Brasileiro e que, entre outras coisas, aumentou a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco para dez anos.

Também lembrou de sua decisão de acabar com radares eletrônicos. “Com toda a certeza os senhores têm dezenas, centenas de situações que a gente pode ajudar o povo brasileiro”, disse o presidente aos parlamentares.

Ao dar exemplos de medidas populares, o presidente afirmou que o governo pretende apresentar ao Congresso mudanças no exame médico para tirar ou renovar a habilitação.

“Estamos propondo aos senhores, via projeto de lei, que o médico que assina o atestado de saúde para renovar ou tirar carteira pode ser o irmão de vocês, pode ser um médico do Hospital Central do Exército. Custo zero”, explicou o presidente, que foi aplaudido pelos parlamentares.

Café da manhã

Segundo relatos de quem participou do encontro, os parlamentares agradeceram ao presidente pelo compromisso firmado na quarta-feira (10) por ele de indicar um ministro “terrivelmente evangélico” para uma das vagas que serão abertas para o Supremo Tribunal Federal (STF).

O vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (PRB-SP), contou que o presidente agradeceu pelo apoio e os votos dos parlamentares evangélicos para a aprovação da proposta que modifica as regras de aposentadoria do País.

De acordo com o deputado João Campos (PRB-GO), o presidente também agradeceu a “cobertura de orações” pela reforma da Previdência e elogiou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pela “coordenação que exerceu na Casa”.