Desde 2014, mais de 50000 artigos.
,/2020

Bauru reabre bares e academias diante de recorde de mortes

Regional
17 de julho de 2020

Lei do Sincomércio, promulgada pela Câmara, contraria Plano São Paulo (Foto: Divulgação)

Bauru acaba de bater seu próprio recorde de mortes diárias por Covid-19, com cinco óbitos em 24 horas, e mesmo assim vai reabrir estabelecimentos como bares, restaurantes e academias a partir desta sexta-feira (17). A medida contraria o Plano São Paulo.

As novas cinco mortes foram anunciadas pela Prefeitura de Bauru nesta quinta-feira (16) e a cidade passou a totalizar 54 óbitos confirmados para o novo coronavírus e mais de 2,3 mil pessoas com resultado positivo para a doença.

No último dia 10 de julho passou a vigorar a chamada “Lei do Comércio” em Bauru, promulgada pela Câmara e de autoria do Sincomércio.

A propositura estipulou a retomada das atividades econômicas em duas fases. A primeira etapa foi iniciada com a promulgação, uma semana atrás.

Algumas regras, esperava-se, seriam regulamentadas pelo prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB), mas o chefe do Executivo municipal preferiu não publicar as normas – ao menos por hora.

Em entrevista à imprensa bauruense ele disse acreditar que a Justiça vai suspender a lei. Existem duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade tramitando no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que pedem a suspensão.

Uma das ações é movida pelo Ministério Público do Estado e a outras é de autoria do governo estadual.

Hoje, começa a segunda fase da Lei do Comércio. Na primeira, abriram o comércio de modo geral e também shopping centers, salões de beleza, manicures e barbearias. O funcionamento, porém, era mais restrito.

Antes era permitido atender um cliente por vez, agora a regra muda para um cliente a cada 12,5 metros quadrados de área útil, por exemplo.

Praças de alimentação dos shoppings, além de academias e clubes esportivos podem reabrir, mas precisam seguir regras de higienização.

Restaurantes, bares e estabelecimentos do tipo podem voltar a atender presencialmente com horário reduzido. É preciso usar máscaras, organizar filas e manter distância de 2,5 metros entre mesas.