Desde 2014, mais de 57000 artigos.
,/2021

Apple ultrapassa Samsung em vendas de smartphones

Tecnologia
22 de fevereiro de 2021

A Apple tornou-se a ser a maior fabricante de smartphones do mundo no último trimestre de 2020: a empresa vendeu 79 milhões de celulares, representando 20,8% da fatia do mercado global, e teve um crescimento de 14,9% ante o mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com levantamento da consultoria Gartner. O resultado foi impulsionado pelos quatro modelos do iPhone 12, todos com tecnologia 5G e câmeras atualizadas. A última vez em que a fabricante dos iPhones esteve nessa posição foi em 2016.

A Samsung caiu para a segunda posição e vendeu 62 milhões de smartphones no quarto trimestre de 2020, total de 16,2% do mercado, representando queda de 11,8% nas vendas ante o mesmo trimestre de 2019.

Nas posições seguintes, a briga é entre as chinesas. A Xiaomi subiu duas colocações no ranking da Gartner e ocupa a terceira posição, representando 11,3% da fatia do mercado e com um total de 43 milhões de celulares comercialiazados, alta de 33,9% na comparação com mesmo período do ano anterior. A Oppo permaneceu estável na quarta colocação, com 34 milhões de aparelhos vendidos. Já a Huawei trocou de lugar com a Xiaomi e caiu para a quinta posição, devido ao resultado de 34 milhões de celulares vendidos, queda de 41,1% ante o mesmo período de 2019, afetada pelo banimento do Android nos celulares da chinesa.

O quarto trimestre de 2020 viu serem comercializados 384 milhões de smartphones, queda de 5,4% ante o mesmo período de 2019.

“As vendas de mais smartphones com 5G de baixo ou médio custo minimizaram a queda do mercado no quarto trimestre de 2020”, afirmou Anshul Gupta, analista da Gartner. “Mesmo que os consumidores tenham permanecido cautelosos com os gastos e seguraram algumas despesas discricionárias, os smartphones 5G e novas câmeras profissionais encorajaram os usuários a comprar ou trocar seus aparelhos.”

Em 2020

No acumulado de 2020, no entanto, Samsung ainda é a maior fabricante de celulares do mundo. A sul-coreana vendeu 253 milhões de aparelhos (queda de 14,6% ante 2019), enquanto Apple comercializou 199 milhões de iPhones (alta anual de 3,3%). Já Huawei volta à terceira posição, com 182 milhões de celulares vendidos (queda anual de 24,1%), Xiaomi, com 145 milhões (15,7%), e Oppo, com 111 milhões (-5,8%).

O ano de 2020, marcado pela pandemia de covid-19, vendeu 1,3 bilhão de smartphones, queda de 12,5% ante 2019.

“Em 2021, a disponibilidade de smartphones de baixo custo com 5G e novidades inovadoras serão fatores decisivos para os usuários finais atualizarem os seus celulares atuais”, afirmou Gupta. Para ele, a alta demanda por aparelhos mais baratos de quinta geração de conexão fora da China irá impulsionar as vendas neste ano.