Desde 2014, mais de 39000 artigos.
,/2019

Após ser preso com arma homem comete suicídio em Tupã

Regional
13 de agosto de 2019

 

Arma apreendida com Dorival (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Tupã (distante 75 quilômetros de Marília) instaurou inquérito policial e procedimento administrativo para apurar a morte de um homem, identificado como Dorival Aparecido Monteiro, de 56 anos,  dentro da Central de Polícia Judiciária (CPJ) na madrugada do último domingo (11).

Dorival foi preso em flagrante no sábado (10) por porte ilegal de arma no Jardim Rubiácea. Após desentendimento familiar em uma chácara a Polícia Militar foi acionada e informada que Dorival havia saído em uma Saveiro em direção a rua Brasil.

Ele foi localizado e abordado. Com o homem estava um revólver calibre 38 com numeração suprimida e desmuniciado.

Dorival assumiu a propriedade da arma e foi conduzido a CPJ onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Ele  estava em uma cela aguardando pela audiência de custódia e durante a madrugada foi encontrado morto com sinais de enforcamento.

Dorival se matou na CPJ (Foto: Divulgação)

Grupo de ajuda

Marília conta com o Grupo de Prevenção ao Suicídio de Marília, que oferece palestras, rodas de conversas e atendimento psicológico social.

O projeto de Acolhimento aos Sobreviventes Enlutados por Suicídio trabalha em grupo com os familiares e amigos que perderam pessoas queridas por suicídio, que funciona toda terceira quinta-feira do mês na Faculdade Sul Americana, localizada na rua 4 de abril, 51.

Para outras informações dos projetos, basta entrar em contato pelo (14) 9-9789-0927.

Viver vale a pena

Vale lembrar que o  Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias.

O contato pode ser feito pelo telefone 188 ou pelos outros canais disponíveis no site, que pode ser acessado [aqui].