Desde 2014, mais de 65000 artigos.
,/2022

Alta na demanda faz cidadão peregrinar em busca de testes

Cidade
14 de janeiro de 2022

Longas filas têm se formado nos laboratórios (Foto: Gabriel Tedde/Marília Notícia)

Devido à recente alta no número de casos de Covid-19 e de gripe, aumentou e muito a procura por exames e testes tanto na rede pública quanto na particular. Apesar da grande demanda, a população ainda se vê perdida e fica na dúvida sobre quais os tipos de serviços existentes e como buscá-los.

O Marília Notícia preparou um guia para ajudar a população e facilitar a busca para quem precisa fazer o teste.

REDE BÁSICA

Quem precisa do serviço na rede pública pode procurar atendimento nas três unidades de referência para Covid, que são a UBS Castelo Branco, UBS Nova Marília e USF Jardim Liliana/ Santa Antonieta 2. Elas atendem toda população de Marília, independentemente da região da residência.

Desde ontem (13), as USFs Jardim Renata, Vila Real e Toffoli se tornaram unidades mistas – atendimento sintomático e assintomático – com funcionamento das 7h às 17h para os moradores das respectivas regiões.

A partir de segunda-feira (17), a rede de unidades mistas terá mais 21 USFs e três UBSs, são elas: USF Cavalari; USF Teruel; USF Vila Nova; USF Vila Barros; USF Altaneira; USF Jardim Julieta; USF Santa Antonieta III; USF Figueirinha; USF 1º de Maio; USF Jânio Quadros; USF JK; USF Aniz Badra; UBS Alto Cafezal; UBS Cascata; UBS São Miguel; USF Três Lagos; USF Vila Hípica; USF Santa Paula; USF Marajó; USF Parque dos Ipês; USF Jardim América; USF Bandeirantes; USF Jardim Marília; USF Jardim Argolo Ferrão.

O morador deve passar pela triagem, em seguida pelo médico e depois, caso haja suspeita de Covid, fará o teste rápido de antígeno. Não há informação de quanto tempo os marilienses têm perdido na espera pelo atendimento.

Clique aqui para conferir todos os endereços e telefones.

PARTICULAR

Na rede particular, por exemplo, o cidadão que busca pelo teste tem perdido entre 3h e 4h para fazer a coleta do exame.

O Laboratório São Francisco faz três tipos de exames.

  • Pesquisa do vírus pelo método RTPCR – realizado em secreção de nasofaringe e orofaringe através da coleta com swab – realizada somente através do sistema drive-thru nas unidades Esmeralda (avenida Esmeraldas, 241) e na matriz no Hospital Beneficente Unimar (HBU) (rua Doutor Próspero Cecílio Coimbra, 80), das 8h às 16h.

Ele é indicado para diagnosticar doença aguda, o melhor período para coleta é entre o 3º e 8º dia de início dos sintomas. O prazo de liberação do resultado é em até 48 horas. O valor particular deste exame no laboratório é R$ 240.

  • Pesquisa do vírus pelo método de fluorescência – antígeno – realizado em secreção de nasofaringe através da coleta com swab – coleta realizada somente através do sistema drive-thru e na matriz no HBU.

Ele é indicado para diagnosticar doença aguda, o melhor período para coleta deste exame é entre o 3º e 8º dia de início dos sintomas. O prazo de liberação do resultado é em até seis horas. Não é coberto por convênios, preço particular R$ 140.

  • Pesquisa do vírus através da técnica molecular PCR EXPRESS – realizado em secreção de nasofaringe através da coleta com swab – coleta realizada somente através do sistema drive-thru e na unidade do HBU.

É indicado para diagnosticar doença aguda, o melhor período para coleta é entre o 3º e 8º dia de início dos sintomas. O prazo de liberação do resultado é em até seis horas. O valor particular deste exame é de R$ 350. Exame não realizado para convênios.

Maioria dos laboratórios adotam sistema drive-thru (Foto: Gabriel Tedde/Marília Notícia)

O Instituto Vida está com o exame RTPCR suspenso no momento. O laboratório só tem realizado o teste rápido antígeno, que deve ser realizado entre o 3º e 7º dia de início dos sintomas.

O exame custa R$ 200 e está sendo feito apenas na unidade da avenida Rio Claro, 152, por ordem de chegada.

No Laboratório Osvaldo Cruz (avenida Sampaio Vidal, 70), são feitos dois tipos de exame para a doença.

O RTPCR que custa R$ 300 e o antígeno no valor de R$ 200. Ambos são feitos no sistema drive-thru.

Demanda para testes tem aumentado (Foto: Gabriel Tedde/Marília Notícia)

A Vittal Diagnósticos e Vacinas também faz somente os testes rápidos (AG antígeno – swab nasal), que são recomendados a partir 1° ao 7° dia de sintomas ou possível contágio. O resultado sai em até 30 minutos e o valor é de R$ 188.

Eles atendem em domicílio cobrando uma taxa de deslocamento de R$ 100. Também existe o combo de exame de Covid e Influenza A e B pelo valor de R$ 295. O telefone para contato é (11) 9 1116-5995 [clique aqui para iniciar uma conversa].

FARMÁCIA

As farmácias possuem legislação específica para realização de testes Covid-19. Em Marília, segundo o apurado pelo MN, apenas uma farmácia é licenciada para o serviço.

A Drogaria Ravel (rua Bandeirantes, 441) cobra R$ 150 pelo teste, mas é necessário ir até o estabelecimento pagar e fazer agendamento.

Pela alta demanda, acabou estoque de testes da Ravel. Contudo, há previsão de chegada de uma nova remessa já na próxima segunda-feira (17).

Guia do MN mostra como e onde fazer os testes (Foto: Gabriel Tedde/Marília Notícia) 

Siga nossas redes sociais:

Facebook/Instagram: @marilianoticia
WhatsApp: Clique aqui!
Telegram: Clique aqui!