Desde 2014, mais de 49000 artigos.
,/2020

Aconteceu? Tá no MN! #2

Geral
30 de maio de 2017

‘Bocona’

O ex-secretário de Economia e Planejamento de Marília, Rodrigo Zotti de Araújo, foi mais um que conseguiu vaga no Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia). Com cargo comissionado de Superintendente Administrativo e Financeiro no órgão federal, Zotti irá ganhar quase R$ 21 mil por mês. Igual ao caloteiro Flávio Alpino, ex-diretor da TV Marília. Os dois estão lá com indicação de um grupo político de Marília. Zotti, que foi secretário na gestão do ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB), pediu exoneração na última quinta-feira (25) do cargo de auxiliar de escrita na Prefeitura local.

Rei de Sabá

O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) e o secretário do Meio Ambiente de Marília, Ricardo Mustafá, se estranharam na cerimônia de entrega das reformas do HC. Camarinha havia colocado faixas nas imediações, agradecendo o governador Geraldo Alckmin e é claro se enaltecendo pelo trabalho. Mustafá questionou Camarinha: o senhor tem autorização para colocar as faixas?

Olha o sapatinho

O deputado respondeu que não e Ricardinho, como é conhecido, não hesitou: mandou retirar as faixas. Segundo fontes desta coluna, Camarinha ficou possesso da vida e chegou a gritar com o secretário. “Tá se achando o Rei de Sabá”, “Olha o sapatinho dele, pagou uma fortuna e fica agora cantando de galo”, teria dito o velho político ao novo secretário de Daniel.

O mala da corporação

Os bombeiros em Marília são conhecidos por terem ótimo relacionamento com a imprensa. Não tem quem não goste da cabo Tunes, por exemplo, a responsável pelo trato com os jornalistas. Mas ao mesmo tempo um dos caras mais chatos que os repórteres tem que lidar na cidade está justamente no Corpo de Bombeiros. Quando a Tunes não está, é preciso contatar o Cobom. O pessoal até desiste de ficar perguntando detalhes das ocorrências quando o ‘mala’ atende o telefone. Ele é super mal educado e não responde nenhuma pergunta. Esses dias um desavisado, que não tinha costume de ligar no Cobom, conheceu o cabo Mala e atestou: que cara desagradável!

Mão única

A rua Santa Helena, atrás do Bosque Municipal, deve virar via de mão única em breve. A Prefeitura avaliou que a rua é estreita e tem muito movimento, principalmente por conta dos condomínios que existem por ali.

Zona leste

Atualmente é travada uma ‘guerra’ entre moradores da região do Bosque/Aeroporto e grandes empreiteiras, que querem construir moradias mais populares na região. Quem já mora por ali diz que não há estrutura para grandes empreendimentos no momento. A população local também se preocupa em manter o ‘sossego’ dos bairros da região. Prefeitura e Câmara é quem devem decidir se isso será permitido ou não.

Demora

Parte dos vereadores de Marília está incomodada. Até a manhã desta terça-feira (30) a Câmara ainda não tinha recebido cópia da apresentação que será feita em audiência pública na quarta-feira (31) perante a Comissão de Finanças, Orçamento e Servidor Público. O secretário da Fazenda, Levi Gomes, realizará a demonstração e avaliação das metas fiscais do 1º quadrimestre do exercício de 2017. Quem queria estudar os números e preparar perguntas – como deveria ser feito por todos os membros do Legislativo -, não conseguiu.

Demora 2

Os números são extremamente importantes, pois mostram como se comportaram receitas e despesas no começo do Governo Alonso. Fala-se em piora do cenário para o município e frustração do orçamento 2017, mas a confirmação só virá com a publicidade dos números. Dados sobre o assunto chegaram a ir para o site do Legislativo junto com a convocação para a audiência pública, mas estavam errados e foram retirados às pressas depois que se descobriu a gafe.

Novo portal, velhos problemas

O novo portal da transparência lançado pela Prefeitura de Marília nos últimos dias continua com um grave problema: está desatualizado. Dados importantes como o orçamento de 2017 ou as despesas e receitas do mês de abril ainda não podem ser verificados no serviço que tem o objetivo de “abrir” as contas públicas.

Frase da semana

“Entendemos que na atual circunstância, a comunidade de Marília e a região esperam um comprometimento maior do Poder Público pelo fim dos maus-tratos em animais e a proibição do rodeio traria esta resposta”, do vereador Marcos Rezende, que é contra a realização dos rodeios e defende a causa animal na cidade.