Desde 2014, mais de 54000 artigos.
,/2021

Vereador eleito diz que vai levar a voz das comunidades para Câmara

Cidade
20 de novembro de 2020

Ivan Negão é comerciário e quer levar Vila Barros para a política; pauta principal é social (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)

Não foi a política entrando na comunidade. Foi a comunidade entrando na política. A afirmação é do vereador eleito Ivan Negão (PSB), que conquistou uma vaga na Câmara Municipal após receber 1.606 votos.

O vendedor Ivan Luiz do Nascimento, de 39 anos, funcionário de uma popular loja de jeans na cidade, manteve a representatividade da população negra na Câmara – ainda muito abaixo da proporcionalidade – mas quebrou uma escrita ao se tonar o primeiro vereador negro com origem e vínculo em uma comunidade carente.

A Vila Barros é uma das áreas vulneráveis mais populosas de Marília, mas Ivan acredita que tenha recebido votos por toda a cidade, inclusive em outras comunidades.

“Não existe rivalidade, andei por todo canto, o pessoal sempre recebeu bem. As dificuldades são as mesmas, a preocupação com a garotada é a mesma. Já vínhamos fazendo festas, ações beneficentes em todas as comunidades”, relata.

Ele conta que a ideia da candidatura surgiu no ano passado. A intenção é colaborar para manter e expandir projetos sociais. “A gente precisa de mais atenção com os centros comunitários, os espaços para os jovens, as crianças aprenderem uma atividade”, aponta.

O vendedor afirma que é uma prova viva da resistência da periferia. Ele trabalha desde a adolescência. No comércio, começou como fiscal em uma loja de bijuterias. Depois foi trabalhar na loja de jeans onde segue até hoje.

Ivan também é conhecido por integrar o grupo de pagode “Deu branco”. Ele afirma que deseja trabalhar por projetos culturais, que gerem na juventude um desejo de superação e distância da violência

Questionado sobre a vinculação de sua candidatura a grupos e pessoas ligadas ao crime organizado, ele garantiu transparência e respeito a todas as pessoas, sem envolvimento financeiro.

“Chegou até mim essas conversas, mas não me abalou. É fácil falar. Difícil é chegar perto. As comunidades são tomadas por isso… Mas eles não querem isso para os seus filhos. Nossa campanha foi simples, sem dinheiro, foi limpa. Eu sei como foi, Deus também”, disse ao Marília Notícia.

Ivan considera que 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra, é uma data importante. Mas ele não se importa que não seja feriado em Marília. Como comerciário, até entende. “Tá chegando a Black Friday, o comércio agitado. Não seria uma boa, mas independente disso, era bom que o significado do dia fosse mais divulgado”, disse.

Aliado durante a eleição a Abelardo Camarinha (Podemos), Negão promete um mandato independente em relação a grupos políticos e diz que vai trabalhar pela cidade. Como organizador do 1º Festival AfroFest de Marília, garante que vai atuar pela promoção dos negros e dos mais carentes, parcela significativa da população.

“Não vamos fazer política de oposição, atrapalhar a vida de ninguém, vamos ajudar, trabalhar por Marília e pelas pessoas que estão excluídas. Eu sou prova viva. Tudo que essa juventude precisa é de oportunidades”, finalizou Ivan Negão.